Forte Breendonk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Forte Breendonk, na Bélgica, foi um campo de concentração e deportação durante a Segunda Guerra Mundial.

Localizado a cerca de 20 km a sul de Antuérpia, perto de Willebroek e Mechelen, fica localizado próximo da linha ferroviária que liga Antuérpia a Bruxelas.

Esta fortificação, cuja edificação data de 1906, foi utilizada pela SS para aí efectuar o registo, triagem e deportação de prisioneiros. Os primeiros registos de prisioneiros datam de 20 de Setembro de 1940, e pelo menos 3532 prisioneiros terão por aí passado até Setembro de 1944.

Os prisioneiros estavam à guarda de oficiais da SS. A partir 1941, S.S. flamengos integraram também o serviço de guarda. O baixo número de prisioneiros que se encontravam no campo - cerca de 300 a cada momento - tornava-os alvo constante de atenção e torturas por parte dos guardas.

Actualmente é um Museu e Memorial da deportação. É também um dos 22 campos cujo nome está gravado no pavimento da cripta memorial em Yad Vashem, Jerusalém.

Forte de Breendonk
Localização de Breendonk.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Forte Breendonk