Forte circular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Reconstrução artística de um forte circular.
Ruínas do forte circular de Otzenhausen, Alemanha.

Um forte circular é um aterro construído em forma de círculo, usado como fortificação, como castro ou como local religioso.

Este tipo de estrutura apareceu no Neolítico e perdurou até Idade Média.

Localizações[editar | editar código-fonte]

Foram descobertos fortes circulares na Dinamarca, Estónia, Suécia, Alemanha, Grã-Bretanha, Áustria e Suíça. Também foram descobertas estruturas de um tipo semelhante nos Estados Unidos da América. Os fortes circulares estão, frequentemente, escondidos em bosques e são descobertos através da fotografia aérea. As pesquisas arqueológicas realizadas nas estruturas defensivas e as escavações no interior dos fortes circulares permitame analisar o período em que o sítio foi ocupado, a cerâmica utilizada e o tipo de alimentos consumidos.

Alguns locais onde existem fortes circulares notáveis são:

Construção[editar | editar código-fonte]

A caraterística-chave de um forte circular é o aterro que forma o meio primário de defesa da fortificação. Poderia ser construído de várias maneiras: como um simples aterro de terra, como uma estrutura de terra e madeira ou como uma muralha de pedra. Os fortes circulares, frequentemente, dispôem de um fosso à sua volta. O aterro pode ser reforçado defensivamente com uma paliçada de madeira. Frequentemente, eram construídos vários aneis concêntricos de fortificações, que reforçavam a posição contra possíveis atacantes. O interior destes locais mostra evidências de edifícios como salas de audiências, celeiros e outras estruturas secundárias.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Orser, Charles E., Encyclopedia of historical archaeology, Routledge, 2002, ISBN 0415215447
  • Shoemaker, Nancy, American Indians, WileyBlackwell, 2000, ISBN 0631219951

Ver também[editar | editar código-fonte]