Fotomaker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fotomaker
Informação geral
Origem Long Island, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Power pop, pop rock
Período em atividade 19781979
Gravadora(s) Atlantic Records, Wounded Bird Records
Página oficial Myspace
Integrantes Wally Bryson
Gene Cornish
Lex Marchesi
Frankie Vinci
Dino Danelli

Fotomaker é uma banda de power pop estadunidense de Long Island, Nova Iorque. Segundo Steve Huey, no Allmusic, o Fotomaker foi fundado pelos ex integrantes do Rascals (também conhecidos como The Young Rascals), Gene Cornish (baixo / vocais) e Dino Danelli (bateria / vocais), que haviam tocado juntos em uma banda posterior ao Rascals, chamada Bulldog. Os dois contactaram o ex guitarrista Wally Bryson, dos Raspberries, que tocava em Cleveland com uma banda chamada Tattoo. Bryson concordou em se juntar a eles, completados pelo guitarrista / vocalista Lex Marchesi e o tecladista / vocalista Frankie Vinci. O grupo rapidamente conseguiu um contrato com a Atlantic Records e lançou sua estreia, Fotomaker, em 1978. Este álbum contém a música "Where Have You Been All My Life"[1] , presente na coletânea Poptopia! Power Pop Classics of the '70s[2] . Seu segundo disco, Vis-à-Vis, contém "Miles Away"[1] , que, segundo Frankie Vinci, em entrevista no Glory Daze Music, é "o nosso maior sucesso"[3] , alcançando #63 nas paradas da Billboard[4] .

História[editar | editar código-fonte]

1978: Fotomaker, Vis-à-Vis[editar | editar código-fonte]

Frankie Vinci (no texto 2009 Interview with Frankie Vinci) comenta que a banda começou quando Dino Danelli e Gene Cornish, que estavam procurando integrantes para um novo grupo, foram apresentados por um manager aos irmãos Frankie e John Vinci. Pouco depois, John deixa a banda, que contrata o guitarrista Lex Marchesi. Depois de meses escrevendo material e ensaiando, precisavam de outro integrante. Wally Bryson, dos Raspberries, foi recomendado pelo produtor Jimmy Ienner. Wally se juntou à banda no final dos ensaios e prestes a entrar em estúdio para gravar as primeiras demos. Assinam com a Atlantic, graças ao entusiasmo de Ahmet Ertegün e Jerry Greenberg[3] .

O primeiro disco, Fotomaker, foi gravado no Electric Lady Studios, inicialmente com produção de Eddie Kramer; que deixou o projeto por motivos pessoais, depois de ter produzido todas as músicas principais[3] . Foi lançado em 1978 e continha, principalmente, composições de Marchesi, Vinci e Danelli. O crítico Tim Sendra (Allmusic) cita que "o registro é muito power pop na veia, com paredes de guitarras, harmonias vocais beatlescas e grandes ganchos. Não é novidade, eles soam muito como um Raspberries despido de sua grandeza, mas substituída com um charme descontraído. Sua música clássica, "Where Have You Been All My Life" (que atingiu #81 na Billboard Hot 100[4] ) é, facilmente, uma companhia para o melhor dos Raspberries"[5] . "The Other Side" foi o segundo single escolhido pela gravadora, de acordo com Vinci[3] .

O segundo disco, Vis-à-Vis, contou com os vocais principais de três integrantes e seguiu diversas tendências musicais, diz Vinci[3] ; contendo a música "Miles Away", o maior sucesso do Fotomaker nos gráficos, alcançando #63 na Billboard[4] e cantada por ele[6] . Sobre Vis-à-Vis, Tim Sendra diz: "as músicas não têm ganchos e os arranjos são planos e sem imaginação. Apenas um par de canções ("Miles Away" e "Come Back") tem algum espírito da verve que alcançam as músicas do primeiro álbum"[7] .

1979: Saída de Wally Bryson, Transfer Station[editar | editar código-fonte]

Reconhecendo o pouco sucesso alcançado, Wally Bryson deixa o grupo e volta para Cleveland. O terceiro álbum, Transfer Station (1979), contém uma orientação disco. Frankie Vinci diz que "foi uma grande decepção, com a vibração 'disco' a se afastar do power pop", o "que foi um grande erro"[3] . Tim Sendra fala que "a banda morreu logo depois"[8] .

Relançamentos[editar | editar código-fonte]

As páginas do Glory Daze Music mostram as edições, relançadas em CD no ano de 2005, dos álbuns Fotomaker[9] , Vis-à-Vis[6] e Transfer Station.[carece de fontes?]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • Fotomaker (1978) - Atlantic / CD: (2005) - Wounded Bird Records
  • Vis-à-Vis (1978) - Atlantic / CD: (2005) - Wounded Bird Records
  • Transfer Station (1979) - Atlantic / CD: (2005) - Wounded Bird Records

Singles[editar | editar código-fonte]

  • UK, 7": "Where Have You Been All My Life" / "Say The Same For You" (março 1978) - Atlantic
  • UK, 7": "Two Can Make It Work" / "All These Years" (julho 1978) - Atlantic
  • USA, 7": "The Other Side (estéreo)" / "The Other Side (mono)" (1978) - Atlantic
  • USA, 7": "Miles Away" / "Snowblind" (novembro 1978) - Atlantic

Músicas em coletâneas de power pop[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Huey, Steve. Artist biography by Steve Huey (em inglês) pp. 1. Allmusic. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  2. Various – Poptopia! Power Pop Classics of the '70s (em inglês) pp. 1. Discogs. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  3. a b c d e f Abrahamsen, Eric (6 de março de 2009). Fotomaker 2009 Interview with Frankie Vinci (em inglês) pp. 1. Glory Daze Music. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  4. a b c Fotomaker - The Hot 100 (em inglês) pp. 1. Billboard. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  5. Sendra, Tim. Fotomaker review by Tim Sendra (em inglês) pp. 1. Allmusic. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  6. a b Abrahamsen, Eric (15 de outubro de 2006). Fotomaker 1978 Vis-à-Vis (em inglês) pp. 1. Glory Daze Music. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  7. Sendra, Tim. Vis-à-Vis review by Tim Sendra (em inglês) pp. 1. Allmusic. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  8. Sendra, Tim. Transfer Station review by Tim Sendra (em inglês) pp. 1. Allmusic. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  9. Abrahamsen, Eric (28 de outubro de 2004). Fotomaker 1978 Fotomaker (em inglês) pp. 1. Glory Daze Music. Página visitada em 30 de outubro de 2013.
  10. DIY: Come Out And Play - American Power Pop I (1975-78) (em inglês) pp. 1. Discogs. Página visitada em 30 de outubro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]