Fouga Magister

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CM.170 Magister
Magister da Força Aérea da Bélgica
Descrição
País de origem  França
Fabricante Fouga (Aérospatiale)
Primeiro voo 23 de julho de 1952
Entrada em serviço 1956
Missão Treinador a jato / Ataque leve
Tripulação 2 - instrutor e aluno
Dimensões
Comprimento 10,06 m
Envergadura 12,15 m
Altura 2,80 m
Área (asas) 17,30 m²
Peso
Tara 2150 kg
Peso total 2850 kg
Peso bruto máximo 3200 kg
Propulsão
Motores 2x turbojatos Turbomeca Marboré IIA
Força (por motor) 3.92 kN
Performance
Velocidade máxima 715 km/h (Mach 0.58)
Alcance 925 km
Tecto máximo 11000 m
Relação de subida 17 m/s
Armamento
Metralhadoras 2x 7,5 mm (0,30 in) ou 7,62 mm (0,30 in), 200 tiros por arma
Mísseis/Bombas Até 140 kg (309 lb) de equipamentos em dois pontos duros sob as asas, incluindo 50 kg (110 lb) de bombas, foguetes não guiados, e mísseis anti-tanque Nord Aviation SS.11 guiado a cabo

O Fouga Magister é um avião militar de instrução com propulsão a jato, fabricado pela Aérospatiale, fábrica francesa. É conhecido no meio aeronáutico por conta de sua característica cauda em formato de "V".

A Força Aérea Brasileira adquiriu sete exemplares designados T-24 para equipar a Esquadrilha da Fumaça em 1968. O Fouga Magister foi utilizado por pouco tempo, já que sua autonomia era muito baixa, inadequada às dimensões continentais do Brasil, bem como por não operar em pistas de pouso rústicas, que eram a maioria entre as existentes em sua época.

Foram retirados do serviço ativo em 1972. Um dos exemplares está em exposição no MUSAL- Museu Aeroespacial no Campo dos Afonsos - RJ.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.