Four Seasons Centre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Toronto - ON - Four Seasons Centre.jpg

O Four Seasons Centre for the Performing Arts (Centro de Performances Artísticas Quatro Temporadas) é um teatro em Toronto, Ontário, Canadá, com capacidade para 2.071 pessoas, que foi inaugurado dia 14 de junho de 2006. A primeira performance, entretanto, ocorreu em setembro de 2006 com a produção canadense de Der Ring des Nibelungen do compositor alemão Richard Wagner. O teatro foi desenhado por Jack Diamond.

História[editar | editar código-fonte]

O edifício é a residência da Companhia Nacional de Ópera do Canadá (COC) e do Balé Nacional do Canadá, substituindo o Sony Centre for the Performing Arts (inicialmente chamado de Hummingbird Centre e O'Keefe Centre), que foi a casa da COC durante 40 anos.

=Projeto Bay St[editar | editar código-fonte]

Havia um projeto de teatro para substituir o Centro O'Keefe, com o financiamento de Hal Jackman, presidente da corporação da Casa de Ópera Balé. Em 1984, o premier de Ontario, Bill Davis, prometeu que um pedaço de terra da Bay and Wellesley seria o lar para a nova casa de ópera. Inicialmente foi calculado uma soma de US$ 75 milhões para a construção[1] . A competição para ver quem desenharia o teatro foi ganho por Moshe Safdie, que prometeu um design pós-moderno ao teatro. O projeto foi aprovado em 1988.

Em 1990 um novo governo provincial tomou posse, elegendo Bob Rae. O novo governo achou o preço do novo projeto (que era estimado em US$ 311 milhões) muito alto, especialmente pela crise que a província passava e pela recessão. Em 1992 finalmente, o projeto foi cancelado e as terras foram vendidas[2] .

R. Fraser Elliott Hall

Projeto Universidade[editar | editar código-fonte]

Em 1997 a província prometeu uma área, que era um estacionamento da Suprema Corte de Ontário para o projeto. O valor do lote era de C$31 milhões e também prometeu uma ajuda em um modesto projeto de no máximo US$130 milhões e seria completada com uma doação de US$20 milhões de Christopher Ondaatje[3] . Entretanto Ondaatje 'pulou fora' do projeto. O projeto entrou em colapso novamente em 2000.

Em 2002, o COC sob Richard Bradshaw lançou mais um novo projeto que incluía a doação de US$20 milhões do Four Seasons Hotéis e Resorts, que perpetuou o nome do novo complexo. O COC organizou uma competição para selecionar o arquiteto para o novo teatro. Dez escritórios de arquitetos submeteram-se as propostas e o escritório canadense Arquitetos Diamond e Schmitt foram selecionados por seu design modernista. O complexo levaria três anos para ser construído e o preço estimado era de US$181 milhões[4] .

O auditório é modelado no estilo europeu de casas de ópera, com cinco andares e o auditório em forma de ferradura.

Produções[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "It's back to Bay St. for ballet-opera house" Rosemary Speirs Toronto Star.Jul 20, 1988. pg. A.1
  2. "Province withdraws $55M support from Toronto opera house." Mark Hallman. Financial Post. Nov 12, 1990. pg. 2
  3. "Phantoms haunted COC's great vision;" Toronto Star. Mar 19, 2000. pg. 1
  4. Installation Of Elevators At Osgoode Station