François Claude de Bouillé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
O marquês de Bouillé, governador das ilhas francesa das Pequenas Antilhas. Notabilizou-se nas Caraíbas durante a Guerra da Independência Americana.

François-Claude-Amour de Bouillé (Château de Cluzel, Saint-Eble, Auvergne, 1739Londres, 1800), marquês de Bouillé, foi um general e político que se desatacou como governador das Antilhas francesa e como apoiante de Louis XVI durante a Revolução Francesa, ficando conhecido pela sua fidelidade a apego à família real francesa. Foi pai de Louis de Bouillé e primo de La Fayette.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O nome do marquês de Bouillé é referido na quinta estrofe da Marselhesa :

Français en guerriers magnanimes
Portez ou retenez vos coups
Épargnez ces tristes victimes
A regrets s'armant contre nous (bis)
Mais ces despotes sanguinaires
Mais ces complices de Bouillé
Tous ces tigres qui, sans pitié
Déchirent le sein de leur mère !

Publicou a obra Mémoires sur la Révolution (Memórias da Revolução, Londres, 1787), que obteve grande sucesso, depois reeditada em Paris (1801). O seu filho Louis de Bouillé foi general do Primeiro Império.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.