François Furet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

François Furet (Paris, 27 de março de 1927Toulouse, 12 de julho de 1997) foi um historiador francês. Furet é considerado um dos maiores historiadores da Revolução Francesa e, ao mesmo tempo, um de seus críticos mais ferozes. Suas interpretações revitalizam os estudos revolucionários, exatamente por seus esforços desconstrutivistas, por afirmar, sem peias, que a Revolução Francesa não passou de um mito. Um mito muito concreto responderia Michel Vovelle, que se posiciona do outro lado da vertente interpretativa eleita por Furet.

Foi membro da Academia Francesa.

Obras
  • La Révolution française, con Denis Richet, Fayard, Paris, 1965.
  • Penser la Révolution française, Gallimard, Paris, 1978.
  • L'atelier de l'histoire, Flammarion, Paris, 1982.
  • Le Siècle de l'avènement républicain, Gallimard, « Bibliothèque des histoires », Paris, 1993.
  • Le Passé d'une illusion, essai sur l'idée communiste au XXe siècle, Laffont/Calmann-Lévy, Paris, 1995, 580p.
  • Fascisme et Communisme
  • La Révolution, Histoire de France, Hachette, Paris.
  • Dictionnaire critique de la Révolution Française