François Partant

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

François Partant (19261987) foi um economista francês.

Nos anos 1960, depois de trabalhar como alto funcionário de bancos privados e bancos de desenvolvimento, concluiu que o desenvolvimento era um fracasso. Desde então, procurou convencer os governos e as sociedades, sobretudo de países doOriente Médio e da África, a recusar o modelo imposto.

François Partant foi um dos precursores da idéia de pós-desenvolvimento.

Seu livro mais conhecido é La fin du développement. Nos últimos anos de sua vida, trabalhava em um novo livro, que ficou inacabado. Por iniciativa de seus amigos parisienses, o manuscrito foi publicado em 1988 sob o título La Ligne d'horizon. Trata-se de uma análise da ideologia do progresso, considerando a crise como um bloqueio do sistema e a agricultura como possível esperança de reconstrução.

Uma coletânea de artigos seus, escritos entre 1977 e1987, também foi lançada postumamente, em 1993, sob o título Cette crise qui n'en est pas une.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • La guérilla économique,1976.
  • Que la crise s'aggrave, 1978.
  • Le pédalo ivre, 1980.
  • La fin du développement,1982.
  • La Ligne d'horizon,1988.
  • Cette crise qui n'en est pas une, 1993, coletânea de artigos já publicados ou inéditos escritos entre 1977 e 1987.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]