Francesco Moraglia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Francesco Moraglia
Patriarca de Veneza
Entrada Solene no Patriarcado de Veneza
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Patriarcado de Veneza
Nomeação 31 de Janeiro de 2012
Entrada Solene 25 de Março de 2012
(2 anos e 25 dias)
Predecessor Angelo Scola
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 29 de Junho de 1977
por Giuseppe Siri
Nomeação Episcopal 6 de Dezembro de 2007
Ordenação Episcopal 3 de Fevereiro de 2008
Catedral de Génova
por Angelo Bagnasco
Lema Episcopal Cum Maria Matre Jesu
Brasão Episcopal
Coat of arms of Francesco Moraglia (S-S-B).svg
Nomeado Arcebispo 31 de Janeiro de 2012
Nomeado Patriarca 31 de Janeiro de 2012
Brasão Patriarcal
Coat of arms of Francesco Moraglia (Venice).svg
Dados Pessoais
Nascimento Génova
25 de Maio de 1953 (60 anos)
Nacionalidade Italiana
Habilitação Académica Doutoramento em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Urbaniana
(1981)
Funções Exercidas Bispo de La Spezia-Sarzana-Brugnato
(2007-2012)
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Francesco Moraglia (Génova, 25 de Maio de 1953) é um arcebispo católico italiano e Patriarca de Veneza.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Génova onde frequentou o seminário local. Foi ordenado sacerdote em 29 de Junho de 1977 em Génova pelo então arcebispo Cardeal Giuseppe Siri. Entre 1977 e 1978 leccionou no seminário arquidiocesano e em 1979, ensina teologia dogmática na Faculdade Teológica da Itália Setentrional. Paralelamente continuou os estudos na Pontifícia Universidade Urbaniana doutorando-se em Teologia Dogmática em 1981. Entre 1979 e 1988 serviu numa paróquia no centro da cidade de Génova. A partir de 1986, ensina teologia fundamental e dogmática e teologia sacramental no Instituto Superior de Estudos Religiosos Ligure. Em 1989 assumiu também o cargo de professor de Cristologia, Antropologia e Sacramentário na Faculdade Teológica da Itália Setentrional. Em 1996 foi nomeado director diocesano para a Cultura e tornou-se membro do conselho presbiterial da diocese em 2001. Desde 2003 é consultor da Congregação para o Clero. Em 2004 é nomeado pelo arcebispo Cardeal Tarcisio Bertone cânon real do capítulo de Catedral de San Lorenzo.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

A 6 de Dezembro de 2007, o Papa Bento XVI nomeou-o Bispo de La Spezia-Sarzana-Brugnato, substituindo ao bispo Bassano Staffieri, que se resignou ao atingir a idade de reforma.

Recebe a ordenação episcopal em 3 de Fevereiro de 2008 na Catedral de Génova por Cardeal Angelo Bagnasco (Arcebispo de Génova), tendo como co-ordenantes o Bispo Mauro Piacenza (então secretário da Congregação para o Clero) e o Bispo Bassano Staffieri (emérito).[1] Entra solenemente na diocese em 1 de Março de 2008. Neste mesmo ano iniciou a prática diocesana da peregrinação mariana no primeiro Sábado de cada mês e em 2012 estabeleceu a adoração perpétua do Santíssimo Sacramento na capela do Crucifixo na Igreja de Santa Maria La Spezia. Em 2011 durante as cheias de La Spezia, cancelou a sua agenda para poder estar perto das áreas afectadas e encerrou temporariamente o seminário de Sarzana, do qual enviou seminaristas para ajudar a população.

Patriarca de Veneza[editar | editar código-fonte]

A 31 de Janeiro de 2012 o Papa Bento XVI nomeia Fracesco Moraglia para Patriarca de Veneza, depois de um longo período de vacância após a nomeação do Cardeal Angelo Scola para a Arquidiocese de Milão. A tomada de posse da catedral de Veneza decorreu a 25 de Março de 2012. Com o título patriarcal assume o cargo de Metropolitano da província eclesiástica de Veneto, além de Grão-Chanceler da Faculdade de Direito Canônico "São Pio X" em Veneza e na Faculdade Teológica de Triveneto. Esta nomeação indica também que Francesco Moraglia será criado cardeal no próximo consistório, conforme o privilégio perpétuo concedido ao titular desta Arquidiocese. Até lá permanecerá como Arcebispo-Patriarca de Veneza. Como direito exclusivo do Patriarca de Veneza (e de outros prelados, mas poucos), mesmo não tendo sido criado cardeal, Francesco Moraglia pode usar a indumentária característica de um cardeal, como o solidéu, a faixa e a mozeta vermelhos. A excepção verifica-se no barrete vermelho, cujo padrão difere do barrete cardinalício imposto pelo Papa no consistório para a criação de novos cardeais.

Referências

  1. Catholic Hierarchy. Página visitada em 18 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Bassano Staffieri
Brasão episcopal
Bispo de
La Spezia-Sarzana-Brugnato

20072012
Sucedido por
Luigi Ernesto Palletti
Precedido por
Angelo Scola
Brasão arquiepiscopal
Patriarca de Veneza

2012presente
Sucedido por
(incumbente)
Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.