Francisco José de Lacerda e Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nascido em São Paulo, em 1753, Francisco José de Lacerda e Almeida foi um dos maiores viajantes exploradores do século XVIII. Percorreu a América do Sul, por caminhos fluviais, entre Belém e São Paulo e, mais tarde, a Zambézia, na África.

Ele ele e seu colega Antônio Pires da Silva Pontes Leme doutoraram-se em Matemática e Astronomia na Universidade de Coimbra. Assim que se formaram, os dois jovens astrônomos receberam a incumbência de tomarem as medidas astronômicas necessárias à demarcação dos limites fronteiriços do Mato Grosso com as colônias castelhanas. A missão demarcadora, que deixou Lisboa em 1780, com destino a Belém do Pará, era um desdobramento do Tratado de Santo Ildefonso, assinado em 1777.

De Belém, os astrônomos seguiram para Vila Bela, no Mato Grosso, onde começaram a atuar na demarcação das fronteiras. Lacerda e Almeida recebeu a incumbência de explorar as bacias do Rio Guaporé e do Rio Paraguai. Por fim, dirigiu-se a Cuiabá e dali a São Paulo, onde chegou em 1790. Foram mais de dez anos explorando o sertão do Brasil.

Lacerda e Almeida chegou de volta a Portugal em 1791, tornando-se professor da Academia Real dos Guardas-Marinhas. Em 1798, foi nomeado Governador da Capitania de Rios de Sena (Zambézia), na África Oriental. Tinha por missão específica fazer a travessia da África, entre Moçambique e Angola. Faleceu no sertão africano, em 1799, sem conseguir concluir a travessia. Deixou ordens expressas para que seus subordinados continuassem a missão. Todavia, houve uma revolta e a expedição retornou a Moçambique.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ALMEIDA, Francisco José de Lacerda e. Diario da Viagem. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1944. Prefácio de Sérgio Buarque de Holanda.
  • ALMEIDA, Francisco José de Lacerda e. Travessia da África. Lisboa: Agência Geral das Colônias, 1936. Prefácio de Manuel Múrias.
  • BURTON, Richard F. The Lands of Cazembe: Lacerda´s journey to Cazembe in 1798. London: John Murray, 1783.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]