Franz Serafin Exner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Franz S. Exner. Ajude e colabore com a tradução.


Franz Serafin Exner
Física
Franz Serafin Exner, em 1915
Nacionalidade Áustria Austríaco
Residência  Áustria
Nascimento 24 de março de 1849
Local Viena
Morte 15 de outubro de 1926 (77 anos)
Local Viena
Atividade
Campo(s) Física
Instituições Universidade de Viena
Alma mater Universidade de Viena
Tese 1871: Über die Diffusion durch Flüssigkeitslamellen
Orientador(es) Viktor von Lang e August Kundt[1]
Orientado(s) Felix Ehrenhaft, Friedrich Hasenöhrl, Karl Lark-Horovitz, Lise Meitner, Marian Smoluchowski, Stefan Meyer, Egon Schweidler
Conhecido(a) por Pioneiro da física na Áustria

Franz Serafin Exner (Viena, 24 de março de 1849 — Viena, 15 de outubro de 1926) foi um físico austríaco.

Vida[editar | editar código-fonte]

Exner é membro de uma das mais significativas famílias de professores do Império Austro-Húngaro. Sua família inclui Adolf Exner, Karl Exner, Sigmund Exner e Marie von Frisch. Exner foi o mais jovem dos cinco filhos de Franz Serafin Exner (sênior) e Charlotte Dusensy. Seu pai foi professor de filosofia em Praga de 1831 a 1848, e a partir de 1848 foi comissário escolar em Viena e um influente reformador da educação universitária da Áustria. Começou seus estudos de física em Viena em 1867, obtendo um doutorado em 1871 após um ano acadêmico em Zurique, orientado por August Kundt, também trabalhando com Wilhelm Conrad Röntgen. Em seus estudos foi fortemente influenciado por Viktor von Lang em sua habilitação um ano depois, com a obra "Über die Diffusion durch Flüssigkeitslamellen." Em 1879 foi apontado professor pleno extraordinário e em 1891 tornou-se professor pleno do Instituto de Químico-Física, em 1902 do "Segundo Instituto de Física", como sucessor de Johann Josef Loschmidt, que sempre se preocupou com o "filho de Exner" como amigo próximo da família, após a morte precoce de seus pais. Quando Exner foi indicado reitor da Universidade de Viena, estava no ápice de suas atividades científicas.


Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Franz Exner e Sigmund Exner: Die physikalischen Grundlagen der Blütenfärbungen, 1910
  • W. C. Röntgen e Franz Exner: Über die Anwendung des Eiskalorimeters zur Bestimmung der Intensität der Sonnenstrahlen. Wien Ber 69: 228 (1874)
  • Franz Exner: Vom Chaos zur Gegenwart, 1926 (não publicado)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Berta Karlik, Erich Schmid: Franz Serafin Exner und sein Kreis. Ein Beitrag zur Geschichte der Physik in Osterreich, Viena : Verlag der Österreichischen Akademie der Wissenschaften, 1982
  • Hans Benndorf: Zur Erinnerung an Franz Exner, 1927

Referências