Fratricídio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Titian: Caim e Abel (1570/76), Santa Maria della Salute, Veneza, Itália.
Manuscrito do Mahabharata (ou, alternativamente, soletrado Maabárata) que procura ilustrar a guerra em Kurukshetra, onde Karna foi morto por seu irmão Arjuna. Mitologia da Índia.

Fratricídio (lat. fratricidium) é um termo que descreve o Homicídio de um ser humano por seu próprio irmão; podendo referir-se igualmente à mesma ocorrência entre dois membros de um mesmo grupo social minoritário[1], i.e afro-descendentes, homossexuais, etc.; entre compatriotas, ou mesmo soldados em campo de batalha, como em casos de fogo amigo.

Ademais fratricídio pode também ser utilizado em situações equivalentes no mundo animal, como entre os dinossauros na parte final de sua grande extinção, devido a falta de presas; ou entre filhotes de aves que ainda no ninho, onde o maior não permite o menor receber alimentação suficiente, muitas vezes empurrando-o para fora do ninho prematuramente, livrando-se efetivamente de qualquer competição.

Alguns exemplos de fratricídio com motivos religiosos ou mitológicos:

  • O Homicídio de Abel por seu irmão Caim (ver Livro de Gênesis, Bíblia).
  • O Homicídio de Karna por seu irmão Arjuna, ambos bravos guerreiros da mitologia hindú; deve ser salientado que Arjuna somente foi descobrir mais tarde que seu bravo inimigo era seu irmão uterino (ver literatura clássica da Índia: Mahabharata, Kurukshetra (guerra).
  • O Homicídio de Remo por seu irmão Rômulo, fundador de Roma (fundamentos da história Ocidental).
  • O Homicídio de Osíris por seu irmão Seth - muito embora Osíris mais tarde tenha sido trazido de volta à vida por sua esposa Ísis (mitologia do Egito antigo).

Históricamente, existem exemplos de fratricídio ocorridos entre irmãos na luta pelo poder entre membros de famílias nobres (i.e a introdução do fratricídio pelo sultão Mahmet II, do Império Otomano - ao nascer o primogênito de um sultão, todos seus irmãos deviam ser estrangulados com uma corda de seda para evitar conflitos posteriores). Mas o fratricídio também sempre ocorreu entre pessoas comuns, muitas vezes motivadas por dinheiro (herança) ou por paixão, neste último caso tratando-se freqüentemente de uma infeliz tentativa de solucionar um triângulo amoroso. O conceito de guerras fratricidas resurge com frequência em estudos sobre a história do subcontinente indiano.

O fratricídio ficcional figura com certa abundância na literatura e em produções cinematográficas.

Ver também[editar | editar código-fonte]