Fred Gwynne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Frederick Hubbard Gwynne (10 de julho de 19262 de julho de 1993) foi um ator americano, conhecido por sua altura (1,96 m), assim como por suas participações em diversas sitcoms, tais quais Car 54, Where Are You? e Os Monstros.

Gwynne formou-se pela universidade de Harvard em 1951. Ele era cartunista do jornal "Harvard Lampoon" e tornou-se seu presidente; ele atuou no Hasty Pudding Club, e juntou-se ao Brattle Theatre Repertory Company após se formar. Seu primeiro papel na Broadway foi o de um gangster numa comédia de 1952, "Mrs. McThing,", na qual estrelava Helen Hayes.[1]

Em adição à sua carreira como ator, Gwynne cantava profissionalmente, pintava, e escrevia e ilustrava livros infantis, incluindo A Chocolate Moose for Dinner, The King Who Rained, Best In Show, Pondlarker, e A Little Pigeon Toad. Ele também emprestava sua voz a comerciais e shows de rádio.

Após sua experiência em "Os Monstros", ele teve a infelicidade de ficar marcado pelo papel de Herman Monstro, a paródia desajeitada do monstro do Dr. Frankenstein, e teve dificuldade para ser escalado para outros papéis. Entretanto, Gwynne era conhecido pelo seu bom humor e boa vontade, e guardava boas lembranças de seu papel na série. Gwynne eventualmente provou ser um bom ator dramático nos palcos. Em 1974, ele atuou no papel de "Big Daddy" na remontagem da Broadway de Gata em teto de zinco quente.

Sua atuação como Jud Crandall em Cemitério Maldito foi baseada no próprio autor Stephen King, que é também bem alto (apenas uma polegada mais baixo que o ator) e também fala com um forte sotaque do Maine. Gwynne também teve papéis nos filmes Disorganized Crime, The Cotton Club, The Secret of My Success, Water, Ironweed e Fatal Attraction.

A última aparição de Gwynne no cinema foi como um juiz na comédia de 1992, Meu Primo Vinny, no qual ele interpretou com um convincente sotaque sulista.

Gwynne morreu de câncer no pâncreas na cidade de Taneytown, estado de Maryland, oito dias antes de seu 67° aniversário.

Trívia[editar | editar código-fonte]

  • Para seu papel em "Os Monstros", ele utilizava cerca de 20 kg de maquiagem, plataformas e próteses, e desidratava cerca de 4.5 kg em cada dia de filmagem.
  • Em 1984, ele tentou o papel de "Henry" na comédia Punky Brewster. Ele desistiu quando o responsável pelo teste de elenco o identificou como "Herman Munster", ao invés de seu nome real. O papel acabou indo para George Gaynes.
  • O personagem de Gwynne no filme Cemitério Maldito, Jud Crandall, é um tema freqüente de paródias no desenho animado South Park, tais como nos episódios "Butters' Very Own Episode", "Asspen" e "Marjorine."
  • Durante as filmagens de "The Munsters", seu rosto era pintado de violeta brilhante, já que esta era a cor que melhor capturava a iluminação nas películas em preto-e-branco da época. Disto, ele dizia: "Não me incomodo muito, embora me faça parecer um índio púrpura."

Referências

  1. Lambert, Bruce (1993): Fred Gwynne, Popular Actor, Is Dead at 66. The New York Times, July 3, 1993, p. 8: Reference for Harvard Lampoon, Hasty Pudding, Brattle Theatre, "Mrs. McThing."

Ligações externas[editar | editar código-fonte]