Frederico Guilherme de Brunswick-Wolfenbüttel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frederico Guilherme
Príncipe de Brunswick
Herzog Friedrich Wilhelm von Braunschweig-Oels, der Schwarze Herzog.jpg
Frederico Guilherme
Governo
Consorte Maria de Baden
Vida
Nascimento 9 de Outubro de 1771
Brunwick, Alemanha
Morte 16 de Junho de 1815 (43 anos)
Holanda
Filhos Carlos II de Brunsvique
Guilherme de Brunsvique
Pai Carlos Guilherme Fernando de Brunswick-Wolfenbüttel
Mãe Augusta do Reino Unido

Frederico Guilherme de Brunswick-Wolfenbüttel (9 de Outubro de 1771 - 16 de Junho de 1815) foi um príncipe alemão e duque de Brunsvique-Luneburgo e Oels. Apelidado de "O Duque Negro" foi um oficial que liderou Brunsvique contra os exércitos de Napoleão na Alemanha. Governou brevemente o estado de Brunswick-Wolfenbüttel entre 1806 e 1807.

Família[editar | editar código-fonte]

Frederico Guilherme.

Frederico foi o sexto filho e quarto varão do duque Carlos Guilherme Fernando de Brunswick-Wolfenbüttel. Uma das suas irmãs era a princesa Carolina de Brunswick, casada com o rei Jorge IV do Reino Unido. Os seus avós paternos eram o duque Carlos I de Brunswick-Wolfenbüttel e a princesa Filipina Carlota da Prússia. Os seus avós maternos eram o príncipe Frederico de Gales e a princesa Augusta de Saxe-Gota.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Frederico Guilherme juntou-se ao exército prussiano em 1789 como capitão e lutou nas batalhas contra a França revolucionária. Em 1805, depois de o seu tio, o duque Frederico Augusto de Brunswick-Wolfenbüttel, ter morrido sem filhos, Frederico Guilherme herdou o ducado de Oels, um pequeno principado na Silesia que era subordinado ao rei da Prússia.

Em Outubro de 1806, Frederico Guilherme lutou na Batalha de Jena-Auerstädt como general-major do exército prussiano no qual o seu pai era marechal-de-campo. O seu pai morreu de um ferimento recebido nesta batalha e Frederico herdou Brunswick-Wolfenbüttel visto que o seu irmão mais velho tinha morrido dois meses antes e os seus outros dois irmãos sofriam de um atraso mental. Após a derrota da Prússia na Quarta Coligação, o seu estado passou a ser controlado pela França. Frederico Guilherme fugiu para a casa dos seus sogros no grão-ducado de Baden que tinha permanecido um estado soberano mesmo depois da dissolução do Sacro Império Romano-Germânico em 1806 pelo imperador Francisco II, onde viveu nos anos que se seguiram.

Quando rebentou a Guerra da Quinta Coligação em 1809, Frederico Guilherme aproveitou a oportunidade para criar um exército partidário com o apoio do Império Austríaco. Este exército foi chamado "Brunswickers Negros" devido aos seus uniformes escuros de luto pela sua perda de independência. Frederico financiou o exército de forma privada através de impostos cobrados no seu outro principado de Oels e chegou à Boémia austríaca através dos estados aliados da Saxónia e da Vestfália na costa norte da Alemanha.

Frederico Guilherme conseguiu obter controlo por um breve período de tempo da cidade de Brunsvique em Agosto de 1809, o que lhe deu o estatuto de um herói do folclore local. Depois fugiu para a Inglaterra para se juntar às forças do seu cunhado, o futuro rei Jorge IV do Reino Unido. Grande parte do seu exército, que tinha originalmente dois mil e trezentos soldados, foi destruído durante as batalhas combatidas em Portugal e Espanha durante a Guerra Peninsular.

Frederico regressou a Brunsvique em Dezembro de 1813, depois de a Prússia ter terminado com o domínio francês no ducado. Quando Napoleão regressou à vida política em 1815, durante o Governo dos Cem Dias, Frederico voltou a reunir novas tropas. Foi morto na Batalha de Quatre Bras com um tiro de pistola no dia 16 de Junho nesse ano.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

No dia 1 de Novembro de 1802, Frederico Guilherme casou-se em Karlsruhe com a princesa Maria de Baden, filha do príncipe-herdeiro Carlos Luís de Baden. O casal teve três filhos antes de Maria morrer de febre puerperal quatro dias depois de dar à luz uma filha que nasceu morta. Os seus filhos foram:

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Frederico Guilherme de Brunswick-Wolfenbüttel

Referências

  1. Alison Weir, Britain's Royal Family: A Complete Genealogy (London, U.K.: The Bodley Head, 1999), page 278.