Frente Islâmica de Libertação da Síria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frente Islâmica de Libertação da Síria
جبهة تحرير سوريا الإسلامية
País Síria
Subordinação Flag of Jihad.svg Frente Islâmica[1]
Criação Setembro de 2012
História
Guerras/batalhas Guerra Civil Síria
Logística
Efetivo 20 000[2] –40 000[3]
Comando
Comandante Ahmed Eissa al-Sheikh
Sede
Quartel-General Sarjeh, Idlib

A Frente Islâmica de Libertação da Síria (FILS; em árabe: جبهة تحرير سوريا الإسلامية, Jabhat Tahrīr Sūriyā al-Islāmiyyah; também conhecido como Frente de Libertação da Síria), é uma coalizão de brigadas islâmicas rebeldes que lutam contra o governo de Bashar al-Assad na Guerra Civil Síria. Ao fim de 2012, este grupo era considerado um dos maiores e mais fortes atuando dentro do território sírio,[4] representando quase metade das forças regulares da oposição.[3] A Frente tem uma ideologia voltada ao fundamentalismo islâmico de orientação sunita e ao salafismo.[3] Eles defendem a instauração de um Estado sob a lei islâmica na Síria após a queda da família Assad do poder.[2]

Referências

  1. "Sete grupos islamitas rebeldes anunciam fusão na Síria". Página acessada em 22 de novembro de 2013.
  2. a b Lund, Aron. Holy Warriors Foreign Policy. Página visitada em 29 de dezembro de 2012.
  3. a b c Karouny, Mariam. Syria's Islamist rebels join forces against Assad Reuters. Página visitada em 29 de dezembro de 2012.
  4. Syria’s Secular and Islamist Rebels: Who Are the Saudis and the Qataris Arming? Time Magazine. Página visitada em 16 de junho de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.