Arrasto parasita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fricção de superfície)
Ir para: navegação, pesquisa

O arrasto parasita (também chamado arrasto de fricção de superfície), é o arrasto causado pela movimentação de um objeto sólido através de um meio fluido (no caso de aerodinâmica, mais especificamente, um meio gasoso). Arrasto parasita é composto de muitos componentes, sendo o mais proeminente o arrasto de forma. A fricção de superfície e o arraste de interferência também são os principais componentes dos atritos parasitas.

Em engenharia aeronáutica[editar | editar código-fonte]

Arrasto parasita em engenharia aeronáutica, é aquele produzido em todas as partes do avião que não produzem sustentação.

Para definir o arrasto parasita de um avião, o fabricante determina a área de uma placa plana perpendicular à direção do vento relativo, cujo arrasto é igual ao arrasto parasita do avião. Conhecendo-se a área plana equivalente, torna-se então possível calcular o arrasto parasita em qualquer condição.

Fórmula[editar | editar código-fonte]

A fórmula abaixo permite calcular o arrasto parasita. É muito semelhante à fórmula do arrasto. O valor 1,28 é o coeficiente de arrasto de uma placa plana perpendicular ao vento.

D_p = 1,28.\frac{\rho}{2}.A.V^2

O arrasto parasita é praticamente constante para pequenos ângulos de ataque. Como o avião é formado por partes que produzem sustentação (a asa) e partes que não produzem (o resto do avião), o arrasto total será:

D = C_d.\frac{\rho}{2}.S.V^2
 + 1,28.\frac{\rho}{2}.A.V^2

Referências[editar | editar código-fonte]

  • ANDERSON, JOHN. D., Aircraft Performance and Design, McGraw-Hill, Inc. New York 1999.
  • ANDERSON, JOHN. D., Fundamentals of Aerodynamics. 2ª Ed, McGraw-Hill, Inc. New York 1991.
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.