Frits Philips

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma figura de Frits Philips no Lichtjesroute de 2005, em celebração ao seu cenetário

Frederik ("Frits") Jacques Philips (Eindhoven, 16 de Abril de 1905 – Eindhoven, 5 de Dezembro de 2005) foi um empresário dos Países Baixos.

Ele foi o quarto presidente do conselho de administração da Companhia Holandesa de Eletrônicos Philips.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frits Philips nasceu na cidade de Eindhoven, no sul dos Países Baixos. Ele era o único filho de Anton Philips e Anna de Jongh, e era também sobrinho de Gerard Philips. Frits teve uma irmã mais velha (Annetje) e uma irmã mais nova (Jettie). Em 1923, ele iniciou seus estudos na Universidade Técnica de Delft; ele recebeu o grau de engenheiro em engenharia mecânica em 1929. Em 4 de julho de 1929, ele casou-se com Sylvia van Lennep com quem teve sete filhos. Em 18 de outubro de 1935, ele foi apontado vice-diretor e membro do conselho da Philips.

Durante a ocupação dos Países Baixos pela Alemanha Nazista na Segunda Guerra Mundial, Frans Otten e Anton Philips, os outros managers da companhia, fugiram para a Grã-Bretanha. Frits, entretanto, permaneceu nos Países Baixos. De 30 de maio à 30 de setembro de 1943, ele foi mantido no campo de concentração Vught por causa de uma greve na fábrica da Philips.

Durante a acupação, Frits salvou a vida de 382 judeus indicando ao nazistas que eles eram indispensáveis para o processo de produção na Philips. Em 1996, ele foi honrado por Yad Vashem como justo entre as nações pelas suas ações.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.