Frugalidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A frugalidade é a qualidade de ser frugal, poupador, econômico, prudente ou econômico no uso dos recursos de consumo, como alimentos, tempo ou dinheiro, e evitando desperdício, esbanjamento ou extravagância.[1] [2] [3] [4]

Na ciência comportamental, frugalidade tem sido definida como a tendência a adquirir bens e serviços de forma contida, e utilização dos próprios bens econômicos, recursos e serviços, para alcançar um objetivo de longo prazo.[5]

Estratégias para frugalidade[editar | editar código-fonte]

Estratégias comuns de frugalidade incluem a redução de resíduos, contenção de hábitos dispendiosos, supressão de gratificação imediata por meio de auto-contenção fiscal, procurando eficiência, reduzindo normas sociais dipendiosas, optando por opções sem custo, usando sistema de troca e ficando bem informado sobre as circunstâncias locais de mercado, produto e serviço. Frugalidade pode contribuir para a saúde, levando as pessoas a evitar os produtos que são caros e insalubres quando usados em excesso.[6] A vida frugal é praticada principalmente por aqueles que pretendem cortar despesas, ter mais dinheiro, e obter o máximo que for possível de seu dinheiro.[7]

Filosofia[editar | editar código-fonte]

Frugalidade, no contexto de certos sistemas de crenças, é uma filosofia em que o indivíduo não confia ou é cético, de especialistas de conhecimento, muitas vezes de mercados comerciais ou culturas corporativas, afirmando saber o que é melhor no interesse material, econômico ou espiritual do indivíduo.[8]

Diversas comunidades espirituais consideram a frugalidade uma virtude ou uma disciplina espiritual.[9] A Sociedade Religiosa dos Amigos e os Puritanos são exemplos de tais grupos.[10] A filosofia básica por trás disso é a idéia de que as pessoas devem economizar dinheiro a fim de alocá-lo para mais fins de caridade, como ajudar outros em necessidade.[11]

Há também ambientalistas que consideram a frugalidade uma virtude[12] através do qual os seres humanos podem fazer uso de suas habilidades como os ancestrais caçadores-coletores, adquirindo o mínimo necessario de bens materiais e precisando de pouco, e se encontrando na natureza, em vez de seguir convenções artificiais ou religião. Henry David Thoreau expressa uma filosofia semelhante em seu livro "Walden", o prazer da auto-suficiência, um mínimo de possessões, e uma vida simples na floresta.[13]

A frugalidade no mundo corporativo[editar | editar código-fonte]

Frugalidade foi adotado como um imperativo estratégico por algumas grandes empresas como meio de redução de custos[14] através de uma filosofia de engendrar gastos cuidadosos entre a força de trabalho.[15]

A redução de custos é muitas vezes percebida de forma negativa, seja dentro de uma organização empresarial ou na sociedade, por incentivar cada empregado a abraçar frugalidade, transfere o ônus da redução de custos de gestão para o empregado e ao fazer isso, as corporações introduzem uma obrigação moral para redução de custos, porém se feito com sucesso, há muitos benefícios para funcionários e acionistas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Frugalidade

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. frugal. Century Dictionary Online. Página visitada em April 2011.
  2. Macdonald, A.M. (ed.). Chambers Twentieth Century Dictionary. [S.l.]: Chambers, 1972.
  3. Oxford American Dictionaries (computer application). [S.l.]: Apple Computer, 2005.
  4. Woolf, Henry (ed.). Webster's New Collegiate Dictionary. Springfield MA: Merriam, 1980. ISBN 0877793980
  5. Lastovicka, J. L.; Bettencourt, L. A.; Hughner, R. S.; Kuntze, R. J.. . "Lifestyle of the tight and frugal: Theory and measurement" 26. DOI:10.1086/209552.
  6. Rose, P.; Toney Smith, S.; Segrist, D. J.. (2010). "Too cheap to chug: Frugality as a buffer against college-student drinking". Journal of Consumer Behaviour 9: 228-238. DOI:10.1002/cb.314.
  7. Gorman, C. The Frugal Mind: 1,479 Money Saving Tips for Surviving the 1990s. Nottingham Books, 1990
  8. Child, Hamilton: "How to Succeed in Business," Gazetteer and Business Directory of Ontario County, N.Y., for 1867-8, Pagina 91, ed. H. Child, 1867
  9. Austin, Richard Cartwright: "Environmental Theology", Pagina 169. Creekside Press, 1990
  10. Mecklin, John M.: "An Introduction to Social Ethics, The Social Conscience in a Democracy", Pagina 254. Harcourt, Brace and Howe, 1920
  11. Watkinson, William L.: "Frugality in the Spiritual Life", Pagina 7. F. H. Revell company, 1908
  12. Child, Hamilton: "How to Succeed in Business," Gazetteer and Business Directory of Ontario County, N.Y., for 1867-8, Pagina 91 e.g. H. Child, 1867
  13. Thoreau, Henry David: "Walden", Pagina 184, editora T. Y. Crowell & co, 1910
  14. Hill, Phil: "http://freecheap.blogspot.com/" 2010
  15. Woerner, Stephanie L.; "Networked at Cisco", Page 13., Center for eBusiness, Sloan School of Management, MIT, 2001

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Frugality».