Fujiwara no Michinaga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fujiwara no Michinaga.

Fujiwara no Michinaga ( 藤原道长 ? , 966 - 1027) foi um político japonês e representou o auge do controle do Clã Fujiwara no governo do país. Exercido de fato sobre o Japão no início do Século XI , foi pai de quatro imperatrizes, tio de dois imperadores e avô de três.

Ele era o quarto ou quinto filho de Fujiwara no Kaneie [1] e sua mãe era Tokihime. Entre seus irmãos dois foram regentes e dois consortes imperiais. Começou sua carreira política na idade de 15 anos, mas sendo o filho mais novo não tinha uma presença significativa na Corte até que seus dois irmãos morreram em 995.

A partir de então começou a adquirir poder político e a aprovação para a Corte de seus parentes, especialmente seu sobrinho Fujiwara no Korekicha. Foi nomeado Nairan , que era o secretário do Imperador e quem analisava os documentos antes do Imperador a ler.

Pouco depois Michinaga se utilizou de uma estratégia. Historicamente, os Imperadores sempre tiveram uma esposa, o Imperador Ichijo tinha como esposa a sobrinha de Michinaga, mas depois que o Imperador legalizou a presença de duas imperatrizes simultaneamente, Michinaga conseguiu com que sua filha Shoshi , se tornasse a segunda Imperatriz no ano de 1000 e recebesse o título de Chugu (a primeira esposa tinha o título Kogo) [2] . Com a morte da primeira imperatriz, Michinaga assegurou mais tarde o poder a Imperatriz Shoshi dar à luz a dois filhos: o futuro Imperador Go-Ichijo e o futuro Imperador Go-Suzaku [1] .

Quando o Imperador Ichijo se aposentou em 1011 , subiu ao trono o Imperador Sanjo, que era primo de Michinaga. Neste período, ambos tinham divergências e Michinaga pressionou Sanjō a abdicar em 1016 em favor de Go-Ichijo. Neste ano Michinaga assumiria como Sesshō (regente) até 1017, mas havia usurpadotomando o poder de Kampaku mesmo não sendo nomeado para isso, para este fato Michinaga se tornou conhecido como Mido Kampaku [1] .

Depois que ele se aposentou da vida política em 1019 , pouco se ouviu falar dele até sua morte. Escreveu um diário chamado Mido Kanpakuki [3] , que é a principal fonte de informações sobre a vida da corte no Período Heian .


Referências

  1. a b c Louis Frederic; Alvaro David Hwang. Fujiwara no Michinaga (em portugês). O Japão, Dicionário e Civilização p. 283 - 298. Página visitada em 22/11/2013.
  2. Haruo Shirane Traditional Japanese Literature: An Anthology, Beginnings to 1600 pg 161 (em Inglês)
  3. Bruce Loyd Batten Gateway to Japan: Hakata in War And Peace, 500-1300 pg 116. (em Inglês)
Ícone de esboço Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.