Fulano (anônimo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Fulano é uma palavra da língua portuguesa para fazer referência a uma pessoa indeterminada ou que não se quer mencionar; vagamente sinônimo de Beltrano e Sicrano, embora normalmente estas só se usem em conjunto quando se quer nomear mais do que uma pessoa; do árabe fulân' ("alguém").

Também usa-se Fulano "de Tal", "da Silva" ou "da Silva Sauro" quando se quer representar um sobrenome, este último, em referência a série de Tv Família Dinossauros.

Outros nomes utilizados ao redor do mundo[editar | editar código-fonte]

Diversos nomes fictícios são empregados para denominar pessoas desconhecidas ou não especificadas em diversos países e/ou idiomas em um contexto informal.

África do Sul Koos van der Merwe, Piet Pompies
Alemanha Max e Erika Mustermann, Lieschen Müller, Otto Normalverbraucher, Meier/Müller/Schulze, Hinz & Kunz, NN
Árabe Fulan (Em árabe: فلان) (feminino equivalente: Fulanah, فلانة), Ellan (علان) como um companheiro. Majhoul (Em árabe: مجهول).
Argentina Juan Pérez, Don Nadie, Fulano, Mengano, Zultano, Perengano, Fulano de Tal, Juan de los Palotes, Doña Rosa, Doña María, Pepito, Montoto, Natalia Natalia (utilizado pela polícia para descrever um suspeito cujo nome é ignorado).
Austrália Fred Nerk, Joe Blow, Joe Bloggs, John Citizen, Joe Farnarkle, John Barry, Simon McCool
Áustria Hans Meier, Hans Maier, Hans Mayer, Max Muster (mann), Herr und Frau Österreicher ("Sr. e Sra. Austríacos")
Bélgica Jean Dupont, Jan Janssen, Jos Joskens, Duschmol, Duchien
Bósnia e Herzegovina Marko Marković, Petar Petrović, Sima Simić
Brasil Fulano (de Tal), Sicrano, Beltrano, João da Silva, Sr. Silva, Zé da Silva, Zé Ninguém, Zé das Couves, Dunha, Dona Maria.
Bulgária Иван Иванов (Ivan Ivanov), лицето Х (a pessoa X).
Canadá G. Raymond (masculino/feminino, sobretudo nos cartões de crédito e nos documentos de identificação, utilizado por poder ser um nome anglófono ou francófono), John Jones, Jos Bleau (Utilizada em Quebec, adaptação francesa de Joe Blow)
Chile Juan Pérez, Fulano de Tal, Perico de los Palotes, N.N.. "Pedro, Juan y Diego" faz referência a um grupo indeterminado, como sinônimo de "quaisquer". Pode-se incluir ainda o sobrenome Moya: em seu uso mais habitual, se em uma conversa alguém faz uma pergunta e seus interlocutores não sabem a resposta, a estes cabe retrucar "Moya sabe".
China 无名氏 (Pinyin: Wúmíng Shì, literalmente "Sr./Sra. Nenhum Nome"); 某某 (Pinyin: Mǒu Mǒu, literalmente "so-and-so"); 赵大 (Pinyin: Zhào Dà, literalmente "Zhao Grande"), 钱二 (Pinyin: Qián Èr, "Qian 2"), 孙三 (Pinyin: Sūn Sān, "Sun 3"), 张三 (Pinyin: Zhāng Sān, "Zhang 3"),Chin-Chilla (王五), 李四 (Pinyin: Lǐ Sì, "Li 4"), 王五 (Pinyin: Wáng Wǔ, "Wang 5"), ...; 某甲 (Pinyin: Mǒu Jiǎ, literalmente "um certo A"), 某乙 (Pinyin: Mǒu Yǐ, "um certo B"), 某丙 (Pinyin: Mǒu Bǐng, "um certo C"), ...; 小强小明...
Colômbia Fulano de Tal (do árabe: Fulan), Mengano, Pepito/Pedro Pérez, Sutano, Perencejo, Perencebo. Se em uma conversa alguém faz uma pergunta e seus interlocutores não sabem a resposta, a estes cabe retrucar "Mandrake saberá".
Coréia 홍길동 (洪吉童, Hong Gil-dong; masculino), 심청 (沈淸, Shim Cheong; feminino) 철수 (Cheol-soo, masculino), 영희 (Yeong-hee; feminino)
Costa Rica Juan Pérez, Fulano de Tal (do árabe: Fulan), Mengano, Sutano, Perencejo. Se em uma conversa alguém faz uma pergunta e seus interlocutores não sabem a resposta, a estes cabe retrucar "Judas sabe" ou "vê se você sabe".
Croácia Ivan Horvat, Pero Perić, N.N. ("Nepoznati Netko", "Alguém Desconhecido")
Cuba Fulano, Mengano, Ciclano, Esperancejo (equivalente feminino: Fulana, Mengana, Ciclana, Esperanceja.) Sobrenome opcional: de Tal
Dinamarca N.N. (do latim nomen nescio, "desconheço o nome"). Mais informalmente, o termo Hr. og Fru Danmark ("Sr. e Sra. Dinamarca")
Equador Juan Pérez, Fulano, Sultano, Mengano, Juan Piguave, Perico de los Palotes
Eslováquia Ján Novák, (humorísticamente) Jožko Mrkvička
Eslovênia Janez Novak
Espanha Fulano, Zutano, Mengano e Perengano[1] , além de seus equivalentes femininos (fulana, zutana, mengana e perengana) e suas variantes e diminutivos (Fulanito, Fulano de Tal, Fulanito de tal, Zutanito, Menganito, Menganito de cual, etc.). Também se utiliza os nomes Sultano, Pepe Pérez, Perico (el) de los palotes, Jaimito, Don Nadie e Juan Nadie.
Estados Unidos John Doe, Jane Doe, John Q. Public, Joe Blow, Joe Schmoe, Joe Sixpack, John Smith, Eddie Punchclock, Joe Botts (particularmente em Nova York), J. S. Ragman, Vinnie Boombotz (particularmente em Nova York)
Estônia Jaan Tamm (masculino), Tädi Maali (uma mulher de idade, literalmente "tia Maali")
Filipinas Juan de la Cruz, Juanita de la Cruz
Finlândia Matti Meikäläinen (masculino/genérico) e Maija Meikäläinen (feminino)
França Jean Dupont, Paul Martin, Monsieur Durand, Monsieur Untel/ Madame Unetelle, Monsieur/Madame X, Pierre-Paul-Jacques formam una espécie de "fulano-sicrano-beltrano", pela junção dos três nomes.Em alguns casos pode ser usado para denominar apenas um indivíduo no lugar de três.
Grécia Γιῶργος Τάδε (Giorgos Tade, masculino), Μαρία Τάδε (Maria Tade, feminino), Τάδε Ταδόπουλος (Tade Tadopoulos, masculino), Τάδε Ταδοπούλου (Tade Tadopulou, feminino), ὁ/ἡ Δείνα (seu companheiro), ὁ Φούφουτος (O Foufoutos), Ἕνας Κάποιος (Enas Kapoios), Α. Β. Κάτοχος (A.B. Katohos, utilizado nas propagandas de cartões de crédito)
Guatemala Juan Pérez, Fulano, Mengano, Sutano (ou Zutano), Perencejo
Hong Kong e Macau 陳大文 (masculino), 陳小明 (criança).
Hungria Gipsz Jakab, Jóska Pista, Kovács János (John Smith), Pityi Palkó, Ribizli Gizi, XY
Índia Naamalum (Utilizado em questões judiciais) नामालुम (in Devnagri). Traduzido diretamente como "desconhecido"
Indonésia Si Anu / Fulan
Irã Folani (do persa: فُلانی), Felani (do persa: فلانی), Yaroo (do persa: ِیارو)
Irlanda Seán e Síle Citizen; Seán Ó Rudaí, de rud = coisa
Islândia Meðal-Jón, Meðal-Jóna, Jón Jónsson, Jóna Jónsdóttir
Ilhas Faroe Miðalhampamaður
Israel ישראל ישראלי e também Ploni פלוני e Almoni אלמוני ou o último combinado com Ploni Almoni. Outro nome usado é Moshe Cohen משה כהן.
Itália Mario Rossi, Pinco Pallino, Tal dei Tali, Tizio, Caio, Sempronio.
Japão Os japoneses dizem “Nanashi-no-Gombei”, algo como “Sem nome, Tal e tal”.

山田太郎 (Yamada Taro, nome masculino comum), 山田花子 (Yamada Hanako, nome feminino comum), 名無しの権兵衛 (Nanashi-no-Gombee, 名無しの significa sem nome, 兵衛 (hyoue) significa membro da guarda imperial e 権 (gon) sendo utilizado para descrever títulos ou possessões, "Membro sem nome da guarda imperial ". O termo foi transformado em nanashi-gonbee, significado coloquial "Sem nome Sr. tal-e-tal), 何野某 (Nanno Nanigashi), 土左衛門 (Dozaemon, um cadáver afogado)

Letônia Jānis Bērziņš
Líbano Majhoul (Em árabe: مجهول), Folan (Arábico: فلان) (equivalente feminino: Folana, فلانة), Elan (علان) como companheiro.
Lituânia Vardenis Pavardenis, Jonas Jonaitis, Petras Petraitis
Macedônia Петар Петровски (Petar Petrovski)
Malásia Si Anu, Si Polan, Si Polan Bin Si Polan, Mat & Minah
Malta Joe Borg
Maurício Islas Sa boug la (masculino) ; Safame la, Sapitin la (feminino)
México Fulano de tal/Juan/Juanito/Juana/Juanita/Pedro/Petra Pérez, Don Fulano de Tal, Fulano, Fulanito de Tal, Mengano, Perengano, Sutano/Zutano, Zutanito, Juan. Perenganito, Menganito, Don Nadie, Pepito, Juan Nadie, Feminino equivalente: Fulanita, Fulanita de Tal, Mengana, Menganita, Menganita de Tal, Juana la Cotona, Un (sujeito, tipo) "X".
Nepal Ram, Shyam, Hari e outras gírias como Chamar, Ram Kumar Deshar, Sigdel e Jyapu.
Nicarágua Juan Pueblo, Juan Perez, Fulanito de Tal.
Nigéria Lagbaja
Noruega N.N, Ola Nordmann, Kari Nordmann, Peder Ås
Nova Zelândia Joe Bloggs, John Doe, Joe Blow
Países Baixos Jan Jansen. Jan Modaal se utiliza de maneira similar ao inglês the Joneses, particularmente para se referir a uma maioria. Jan-Piet-Klaas é utilizado como uma palavra, assim como Fulano, Sicrano e Beltrano.
Paquistão Falana (masculino), Falani (feminino). Deriva do equivalente persa iraní.
Panamá Juan Pérez, Fulano de Tal, Fulana, Zultano, Mengano
Paraguai Juan Pérez, Fulano de Tal, Zutano, Mengano, N.N.
Peru Juan Pérez, Fulano de Tal, Mengano, Zutano, Perengano, Perencejo, Juan Quispe, Beto, Perico de los Palotes, Serapio Torres (de "será qualquer pessoa").
Polônia N.N., Jan Kowalski, Jan Nowak (utilizado com o significado de “qualquer”, cidadão médio)
Portugal Fulano, Sicrano, Beltrano, Indivíduo, Tipo, Gajo, Zé da Silva, Homenzinho, Mulherzinha, Rapazinho, Zé Povinho.
Porto Rico Fulano de Tal, Juan Pérez ou Juan del Pueblo
Reino Unido Joe Bloggs, John Smith, A N Other, R Punter, "Tom, Dick, and Harry", Ronnie (ou Ronny) Arbuckle
República Checa Jan Novák, Karel Vomáčka, Tomáš Martiník, Jan Skočdopole
República Dominicana Fulano de tal, Fulanito de tal, Sutanejo, Perensejo, Vainita, Juan de los Palotes
Romênia Ion Popescu
Rússia Иванов Иван Иванович (Ivanov Ivan Ivanovich), Петров и Сидоров (Petrov e Sidorov), Вася Пупкин (Vasya Pupkin), имярек (antiga abreviatura eslava de имя рекомое, ou seja, “nome que será dito”. Ainda em uso, não é um nome, mas uma referência a uma pessoa, geralmente no contexto de encher uma forma, referindo-se às entidades legais - ООО "Ромашка" (OOO "Romashka" - "Сamomile Limited liability company"), ООО "Рога и копыта" (OOO "Roga i Kopyta" - Horns & Hoofs LLC), ООО "Фунтик" (OOO "Foontik" - "Piglet LLC"), Завод "Красная синька" (Plant "Krasnaya Sin'ka"; um trocadilho, no qual a palavra “Krasnaya”, que significa geralmente "vermelho", é utilizada com o significado de “soviético/comunista”, e a palavra “sin'ka” significa o "azul que se lava")
Sérvia Em documentos jurídicos e policias, NN lice (NN persona, do latim Nomen nescio = nome desconhecido) é usado. Os equivalentes são: Petar Petrović, Pera Perić, Marko Marković, Janko Janković.
Suécia (Herr/Fru) Svensson, Medelsvensson para o sueco médio; Kalle, Olle, Pelle, Nisse e Lisa quando um nome é necessário como exemplo. "Nome Nome", Namn Namn ou NN do latim Nomen Nescio) se utiliza como procurador.
Suíça Herr und Frau Schweizer ("Sr. e Sra. Suizos"), Hans Meier, Hans Mustermann, Mr. Bünzli
Suaíle Fulani
Tailândia นาย ก. (Nai Gor, literalmente Sr. Gor), นาง ก. (Nang Gor, literalmente Sra. Gor).
Turquia Sarı çizmeli Mehmet Ağa
Uruguai Fulano, Mengano, Sultano; Juan Pérez; Juan Pueblo, Doña María (fem.) e Don José (masc.).
Venezuela Fulano, Fulano de Tal, Mengano, Sutano, Perencejo, Pedro Pérez, Juan de los Palotes, Juan Bimba, Perico De Los Palotes, Esteban de Jesús, Estebita (diminutivo de Esteban)
Vietnã Người giấu tên, Nguyễn Văn A (masculino), Trần Thị B (feminino)

Referências

  1. Manuel Casado Velarde. [http://www.unav.es/linguis/grames2/fulanomenganozutano.pdf Las formas fulano, mengano, zutano, perengano y su funcionamiento como ordenadores del discurso].