Fulvio Astalli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fulvio Astalli
Cardeal da Santa Igreja Romana
Decano do Colégio dos Cardeais

Título

Cardeal-bispo de Óstia-Velletri
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1714 ?
Ordenação episcopal 13 de maio de 1714
Cardinalato
Criação 2 de setembro de 1686, pelo Papa Inocêncio XI
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Savoie flag.svg Sambuco
29 de julho de 1655
Morte Estados Pontifícios Roma
14 de janeiro de 1721 (65 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Fulvio Astalli (29 de julho de 1655 - 14 de janeiro de 1721) foi um cardeal italiano, decano do Colégio dos Cardeais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi clérigo da Câmara Apostólica e presidente dos arquivos, sob o pontificado do Papa Clemente X. Presidente delle Armi, sob o pontificado do Papa Inocêncio XI.

Criado cardeal-diácono no consistório realizado em 2 de setembro de 1686, pelo Papa Inocêncio XI, com dispensa por não ter ainda recebido as ordens menores e por ter um tio cardeal, Francesco Maidalchini. Recebeu o barrete cardinalício e o título de São Jorge em Velabro em 30 de setembro. Passa para o título de Santa Maria em Cosmedin em 17 de maio de 1688. Em 19 de outubro de 1689, passa para Santos Cosme e Damião.

Passa para a ordem dos cardeais-presbíteros e assume o título de Santos Ciríaco e Julita em 19 de fevereiro de 1710, transferindo-se para o título de São Pedro Acorrentado em 7 de maio.

Passa para a ordem dos cardeais-bispos e assume a sé suburbicária de Sabina em 16 de abril de 1714, sendo consagrado em 13 de maio pelo Papa Clemente XI, assistido por Ferdinando d'Adda e por Francesco Barberini, o menor. Em 23 de abril de 1719, assume a suburbicária de Ostia–Velletri, sé do decano do Sacro Colégio dos Cardeais.

Morreu em 14 de janeiro de 1721, em Roma. Foi velado e sepuntado na Igreja de Santa Maria in Ara Coeli.

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Sigismondo Chigi
brasão cardinalício
Cardeal-diácono de
São Jorge em Velabro

16861688
Sucedido por
Gasparo Cavalieri
Precedido por
Benedetto Pamphilj
brasão cardinalício
Cardeal-diácono de
Santa Maria em Cosmedin

16881689
Sucedido por
Carlo Bichi
Precedido por
Nicolò Acciaiuoli
brasão cardinalício
Cardeal-diácono de
Santos Cosme e Damião

16891710
Sucedido por
Bartolomeo Ruspoli
Precedido por
Galeazzo Marescotti
brasão cardinalício
Cardeal-presbítero de
Santos Ciríaco e Julita

1710
Sucedido por
Michelangelo Conti
Precedido por
Marcello Durazzo
brasão cardinalício
Cardeal-presbítero de
São Pedro Acorrentado

17101714
Sucedido por
Ferdinando d'Adda
Precedido por
Gaspare Carpegna
Cardeal
Cardeal-bispo de Sabina

17141719
Sucedido por
Francesco Pignatelli, C.R.
Precedido por:
Nicolò Acciaiuoli
Cardeal
Cardeal-bispo de Óstia-Velletri

Sucedido por:
Sebastiano Antonio Tanara
Deão do Sacro Colégio Cardinalíco
17191721