Fundação Educacional Rosemar Pimentel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Fundação Educacional Rosemar Pimentel, também denominada FERP, foi criada pelo então deputado estadual Geraldo Di Biase em 9 de novembro de 1967 para ser a mantenedora das futuras faculdades que ali seriam instaladas. Ela está atualmente situada em Volta Redonda, tendo sido seu campus sede transferido de Barra do Piraí, no sul estado do Rio de Janeiro.

O nome da Fundação foi escolhido como homenagem a um educador do interior do Estado, Rosemar Muniz Pimentel, um dos pioneiros da instalação do ensino secundário em Barra do Piraí.

A construção do campus[editar | editar código-fonte]

Criada a mantenedora, iniciou-se a construção de um campus próprio para abrigar as faculdades e a efetivar a implantação dos cursos. O local escolhido para a instalação da primeira unidade da FERP foi no km 11 da Rodovia Benjamin Ielpo, a estrada RJ-145, que liga Barra do Piraí a Valença, na antiga Fazenda São José da Boa Vista, onde antes funcionava um seminário para padres.

Os primeiros prédios abrigaram os cursos das faculdades de Filosofia, Ciências e Letras e Arquitetura e Urbanismo de Barra do Piraí, ambas autorizadas a funcionar pelo Conselho Estadual de Educação do Estado do Rio em 1968. E no final daquele ano, a FERP inicia sua expansão com a instalação da Faculdade de Engenharia Civil, autorizada pelo mesmo Conselho. A área, que ficou fechada durante seis anos, foi reaberta no ano de 2006 com novos cursos.

Expansão[editar | editar código-fonte]

Nessa época, apesar do pouco tempo de atuação, os cursos oferecidos já atraíam estudantes do Rio de Janeiro e até de outros estados, que motivou a levar a ação educadora da FERP a outros municípios próximos. Prosseguindo sua expansão e divulgando o lema "Educar para criar oportunidades", a FERP chegou na década de 70 a Volta Redonda, com a implantação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, e a com a tradicional FECNI - Faculdade de Engenharia Civil de Nova Iguaçu, no município de Nova Iguaçu, hoje UGB - Centro Universitário Geraldo Di Biase.

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Entre os cursos mais procurados na época, o de Arquitetura e Urbanismo, que a FERP foi a primeira instituição particular a oferecer no Estado. Prova desse sucesso foi a visita, em 1973, do mais importante arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer, que visitou o campus de Barra do Piraí para uma brilhante palestra e deixou registrados seus elogios às instalações, ao currículo do curso, ao corpo docente e principalmente ao elevado nível dos estudantes da Faculdade.

Crescimento[editar | editar código-fonte]

No dia 15 de setembro de 2003, o Ministro da Educação, Cristovam Buarque, aprovou as mudanças no regimento das Faculdades Integradas da FERP, que passou a denominar-se FGB - Faculdades Integradas Geraldo Di Biase, homenageando o pionerismo do Dr. Geraldo Di Biase. Em Junho de 2005, a FGB foi credenciada pelo MEC a se transformar em Centro Universitário.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Nos dias atuais, a mantenedora do UGB - Centro Universitário Geraldo Di Biase, é uma das instituições mais modernas do Sul Fluminense, oferecendo mais de 25 cursos de graduação distribuídos em três campi (Volta Redonda, Barra do Piraí e Nova Iguaçu). A instituição conta com modernos laboratórios, a sede possui uma empresa Junior de consultoria, e bibliotecas com um acervo de mais de 32.000 obras. Ainda oferece cursos sequenciais, de extensão, pós-graduação e MBA em diversas áreas do conhecimento.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]