Funtoo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Funtoo. Ajude e colabore com a tradução.
Funtoo Linux  v  e 
Desenvolvedor Daniel Robbins
Arquiteturas sparc64 x86 x86-64
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em dezembro de 2007 (6 anos)
Versão estável [Rolling release]] /
Língua natural Inglesa
Mercado-alvo desktop, estações de trabalho, servidores, entusiastas, variado
Família Gentoo Linux
Núcleo Linux
Gerenciamento de pacotes Portage
Interface bash
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website www.funtoo.org (em inglês) , acessado pela última vez há 187 semanas e 1 dia
Origem comum
Portal do Software Livre

Funtoo é um Sistema Operacional livre, baseado em Linux, baseado no Gentoo e iniciado em torno de 2008 por Daniel Robbins, membro criador e lider de projeto do Gentoo.[1] (em inglês)[2]

História[editar | editar código-fonte]

No início de 2008, o fundador do Gentoo Daniel Robbins propôs resolver[3] os problemas com a Fundação Gentoo[4] . Porém, ele saiu do projeto em 2004, e sua oferta foi recusada[5] Então, eis que nasce o projeto Funtoo com a iniciativa de implementar esta visão com o foco de compartilhar inovações.

Desenvolvimento no estilo Bazar[editar | editar código-fonte]

O modelo de desenvolvimento é um tanto diferente do processo do Gentoo, assemelhando-se com o modelo [A Catedral e o Bazar|Bazar] onde não há estruturas ou regras "impostas", apenas o lider de projeto com qualificações fortes, e uma discussão de desenvolvimento através do IRC ou da lista de emails do Funtoo.[6] Mudanças são algumas vezes anunciadas através do Atom, permitindo um melhor rastreamento de problemas e novos pacotes "essenciais". Adicionalmente, se algo de força maior acontecer, o lider do projeto anunciará os usuários se algum procedimento especial for requerido.

Ditador Benevolente[editar | editar código-fonte]

Como fundador do Funtoo, Daniel é considerado o Ditador Benevolente e vitalício[7] , sendo o Arquiteto Líder do Projeto, cargo semelhante ao de Patrick Volkerding do projeto Slackware.

Principais tecnologias[editar | editar código-fonte]

O Funtoo tem uma série de mudanças em pacotes considerados base, como por exemplo suporte nativo a UTF-8, e já habilitado por padrão.

Git[editar | editar código-fonte]

Funtoo utiliza o git para guardar a árvode do Portage. Este método é descrito como superior ao utilizado pelo Gentoo através do rsync.[8]

Metro[editar | editar código-fonte]

Metro[9] é uma solução de empacotamento automatizada, para a criação dos stages usados durante a instalação do Funtoo

boot-update[editar | editar código-fonte]

boot-update[10] provê um mecanismo unificado de configuração dos bootloaders GRUB 1.9x(sys-boot/grub) e GRUB 0.97 (sys-boot/grub-legacy)

Redes[editar | editar código-fonte]

O Funtoo adicionou uma solução simplificada de redes em suas fundações, permitindo usuários criar de forma fácil interfaces de rede complexas baseadas em perfis preestabelecidos.[11]

XZ[editar | editar código-fonte]

Funtoo mudou a compressão de bz2 para xz em Julho de 2010.[12]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Origens :
Baseada em :
Projeto GNU
Variantes :
Derivantes :