Futbola Klubs Ventspils

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
FK Ventspils
Nome FK Ventspils
Alcunhas Campeões azul-e-amarelo
Fundação 1997
Estádio Ventspils Olimpiskais Stadions
Capacidade 3.200
Localização Ventspils, Letónia
Presidente Letónia Jurijs Bespalovs
Treinador Itália Nunzio Zavettieri
Material esportivo Adidas
Competição Letónia Virslīga
Letónia 2014 1º colocado
Website FKVentspils.lv
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

FK Ventspils é um clube de futebol da cidade de Ventspils, na Letónia, que atualmente disputa a 1ª Divisão do Campeonato Letão de Futebol.

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado no ano de 1997 com a fusão de dois clubes: o FK Venta e o FK Nafta. Seu antecessor, FK Venta foi um dos maiores clubes do Campeonato Letão por volta da década de 1960.

FK Venta[editar | editar código-fonte]

Seu grande ápice foi na década de 1960, com a conquista da Copa da Letónia em 1967 e o Campeonato Letão em 1969. Neste ano o FK Venta terminou o campeonato com 43 pontos em 20 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, todas fora de casa (nessa época a vitória valia 2 pontos). Além disso, nesta incrivél campanha o Venta marcou 45 gols e sofreu apenas 16. Na época o dirigente do Venta era um grande homem, admirado não só pelo seus torcedores, como também por toda a Letónia, este era Vladimir Chikinov.

Esta era a escalação da época: Leonid Virko, Konstantin Zhurkevich, Aleksandr Busarov, Valery Yashenko, Aleksandr Tronev, Ariy Shmerling, Vladimir Samohvalov, Aleksandr Novash, Nikolay Chaevky, Nikolay Pozdnyakov, Vladimir Chikinov, Viktor Yurinov, Viktor Litvinenko, Aleksandr Rakicky, Valentin Ipolitov, Vladimir Kutuzov, Valentin Vetrenko, Genady Hrustalov.

Evidentemente as vitórias, os títulos e a admiração não vieram tão fáceis assim. Foram impostos grandes esforços nos treinos e nos jogos, sendo que naquela época os equipamentos eram muito modestos com poucas fontes, com os treinos sucedendo-se em algumas salas do porto de Ventspils. Havia campos também em Piltene, além de viajarem freqüentemente à Moldávia. Para o fornecimento de jogadores novos e talentosos, o clube mantinha contato com algumas escolas na tentativa de revelá-los e em muitas vezes o tal plano deu certo, além de ser obrigação ter no elenco ao menos um garoto com menos de 18 anos. Assim grandes jogadores apareceram na equipe como por exemplo Kutuzov, Ivankovich, Dishlov, Romanenko, Fedotov e muitos outros.

Durante os anos 1970 a equipe foi perdendo prestígio e na década de 1980 perdeu também apoio financeiro, extinguindo-se por alguns anos. Em 1994 o FK Venta tentou retomar suas atividades na Virsliga porém com a grande demanda de jogadores pedindo dispensa o clube se extinguiu novamente.

FK Nafta[editar | editar código-fonte]

Em 1995 foi fundado o clube FK Nafta na tentativa de ressuscitar o FK Venta. Na sua primeira temporada o FK Nafta sagrou-se campeão da 2ª Divisão da Virsliga. Logo depois o clube extinguiu-se novamente.

FK Ventspils[editar | editar código-fonte]

A História Moderna do FK Ventspils é formada em 1997 com a fusão do FK Venta e do FK Nafta. Em fevereiro de 2007, o clube que representa a cidade de Ventspils, à margem do Rio Venta, com apenas 45.000 habitantes, completou seu 10º aniversário com uma enorme festa em sua homenagem. Em um período tão curto de tempo o FK Ventspils se tornou um dos maiores e mais fortes clubes da Letónia, ganhando vários títulos e troféus. Desde aquela época o Ventspils ganhou enorme respeito internacional sendo campeão da Virsliga nos anos de 2006, 2007 e 2008, além de, conseqüentemente, participar diversas vezes da eliminatória da Liga dos Campeões e da Taça UEFA, além da Copa Intertoto. Em 2003, pela primeira vez na história do Ventspils, ele conquistou a Copa da Letónia, até então, o maior feito do clube. Por várias vezes o Ventspils foi segundo, terceiro e quarto colocados, porém nunca desistiu, sempre batalhou muito para conseguir alguma vez na história do clube o maior feito para ele: a Virsliga.

Em 2006, depois de um longo tempo de 9 anos, ele conseguiu seu maior feito, o Campeonato Letão de Futebol. Uma grande contribuição para este título veio de seu trinador Roman Hryhorchuk.

Competições Internacionais[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser um clube bem novo, o Ventspils é bastante rico para os padrões de futebol letão. Ele teve sua estréia internacional pela Copa Intertoto contra o clube norueguês Vålerenga. Nos anos seguintes o clube classificou-se para a Taça UEFA possibilitando sua torcida à assistí-lo jogando contra outros grandes clubes europeus como por exemplo Stuttgart, Rosenborg, Brøndby e Newcastle United. O empate em 0 a 0 frente ao Newcastle United em pleno St. James' Park (na cidade de Newcastle na Inglaterra) pode ser considerado o maior feito do Ventspils em competições internacionais.

Liga dos Campeões da UEFA[editar | editar código-fonte]

Em 17 de Julho de 2007 o FK Ventspils realizou seu jogo de estréia na Liga dos Campeões da UEFA. O Azul-e-Amarelo iniciou sua jornada histórica no País de Gales, jogando contra o The New Saints no Park Hall. O autor do primeiro gol Azul-e-Amarelo numa Liga dos Campeões foi do atacante Vīts Rimkus. Uma semana depois o Ventspils conseguiu sua primeira vitória na Liga dos Campeões, derrotando o The New Saints por 2 a 1 no Ventspils Olimpiskais Stadions, em Ventspils na própria Letónia. Os gols desta partida foram marcados pelos zagueiros Jean-Paul Ndeki e Deniss Kacanovs. Na Segunda Fase de Qualificação o Ventspils enfrentou o Red Bull Salzburgo, sendo goleado por 3 a 0 em casa e por 4 a 0 em Salzburgo na Áustria. Em 2008 o FK Ventspils participou pela segunda vez da Liga dos Campeões da UEFA, jogando novamente contra o campeão galês Llanelli. Neste confronto, o Ventspils perdeu a partida de ida em Llanelli no País de Gales por 1 a 0 no Stebonheath Park. Já na partida de volta o Ventspils deu o troco com uma bela folga, na goleada de 4 a 0 no Ventspils Olimpiskais Stadions em Ventspils na Letónia. Em 2009, novamente, o Ventspils quase chegou à Fase de Grupos da Liga dos Campeões sendo eliminado na última fase. Ele foi campeão da Virsliga de 2008, ganhando uma vaga na segunda eliminatória da Liga dos Campeões da UEFA. Na sua breve participação ele fez até uma boa campanha chegando à última fase de qualificação. Primeiramente passara pelo F91 Dudelange de Luxemburgo com duas vitórias, uma por 3 a 0 em casa e outra por 3 a 1 fora. Logo enseguida, seu confronto fora contra o FC BATE Borisov da Bielorrússia classficando-se com uma vitória por 1 a 0 em casa e uma derrota por 2 a 1 fora, sendo assim a vaga decidida através da regra do gol fora de casa. Já na última fase de qualificação para a fase de grupos, os play-offs da Liga dos Campeões, ele acabou perdendo em casa para o FC Zürich por 3 a 0 e também na Suíça por 2 a 1, acabando por classificar-se apenas para a Liga Europa da UEFA (a antiga Taça UEFA). Este clube foi o único clube letão à chegar mais próximo da Fase de Grupos da UCL.

Liga Europa da UEFA de 2009-10[editar | editar código-fonte]

Em 2009 o Ventspils quase chegou à fase de grupos da UCL sendo eliminado na última fase da eliminatória, como dito acima, acabando por qualificar-se apenas para a Liga Europa da UEFA.

Na Liga Europa da UEFA o Ventspils está no Grupo D da competição, junto com Sporting de Portugal, Heerenveen da Holanda e Hertha Berlim da Alemanha.

Na sua primeira partida pela Liga Europa, o Ventspils conseguiu um belo empate fora de casa em 1 a 1 frente ao Hertha Berlim. O Hertha abriu o placar aos 34 minutos do primeiro tempo com o meio-campista polonês Łukasz Piszczek. Logo depois, aos 3 minutos do segundo tempo, veio o gol de empate do Ventspils, com o atacante letão Edgars Gauračs.
Já na segunda rodada da Liga Europa, o Ventspils conseguiu um outro empate frente ao Heerenveen por 0 a 0.
Na terceira rodada o Ventspils enfrentou o Sporting de Portugal em casa, perdendo por 2 à 1 com gols de Miguel Veloso e João Moutinho; o meio-campista Juris Laizāns diminuiu para a equipe da casa.
Novamente o Ventspils enfrentou o Sporting, desta vez em Lisboa no Estádio José Alvalade; neste jogo o Ventspils saiu vitorioso com um empate em 1 à 1, gols de Carlos Saleiro (para o rime da casa) e Alessandro Zamperini (para o time visitante).
Hoje o Ventspils é o último colocado do Grupo D com apenas 3 pontos em 4 partidas, tendo até uma boa campanha, atrás do Sporting com 10, o Hertha com 4 e o Heerenveen também com 4 pontos. Sua próxima partida será em casa contra o Hertha Berlim e depois joga na Holanda contra o Heerenveen em Heerenveen no Abe Lenstra Stadion.

Estatísticas na Virsliga[editar | editar código-fonte]

  • 1997 – 4º Colocado
  • 1998 – 3º Colocado
  • 1999 – 3º Colocado
  • 2000 – 2º Colocado
  • 2001 – 2º Colocado
  • 2002 – 2º Colocado
  • 2003 – 3º Colocado
  • 2004 – 3º Colocado
  • 2005 – 3º Colocado
  • 2006Campeão
  • 2007Campeão
  • 2008Campeão

Membros do FK Ventspils[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 1º de Outubro de 2009

No. Posição Jogador
1 Letónia G Aleksandrs Kolinko
2 Letónia M Vitalijs Astafjevs
3 Letónia M Jurijs Žigajevs
4 Letónia M Jevgenijs Kosmacovs
5 Letónia M Artis Lazdinš
6 Letónia D Deniss Kacanovs
7 Letónia A Vīts Rimkus
8 Letónia M Aleksejs Višnakovs
9 Letónia D Igors Savcenkovs
10 Rússia A Ivan Shpakov
11 Rússia M Grigori Chirkin
12 Bielorrússia G Pavel Chasnowski
13 Camarões D Jean-Paul Ndeki
14 Letónia D Pavels Mihadjuks
15 Rússia M Aleksandr Misikov
16 Suíça D Ronny Hodel
Posição Jogador
17 Moldávia A Alexandru Dedov
18 Letónia M Juris Laizans
19 Moldávia M Igor Tîgîrlas
20 Letónia D Vladimirs Bespalovs
21 Quirguistão D Azamat Baimatov
22 Letónia A Ritvars Rugins
23 Nigéria A Uche Lheruome
24 Letónia A Edgars Gauračs
25 Letónia A Eduards Višnakovs
26 Letónia G Andrejs Pavlovs
27 Letónia A Andrejs Butriks
28 Portugal A João Martins
29 Letónia D Aleksejs Soleicuks
30 Letónia M Aleksandrs Baturinskis
31 Letónia D Maris Smirnovs
32 Itália D Alessandro Zamperini
33 Croácia M Tomislav Zivko
34 Letónia D Aleksandrs Solovjovs

Comissão Técnica[editar | editar código-fonte]

Cargo Nome
Presidente Letónia Jurijs Bespalovs
Gerente Itália Nunzio Zavettieri
Assistente de Gerência Lituânia Saulus Cekanavicus
Técnico Itália Carmine Balleri
Treinador de Goleiros Letónia Sergejs Digulovs

Gerência[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]