Futebol do Chile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O futebol é o esporte mais popular do Chile, porém este não possui muita tradição no cenário mundial. A seleção nacional disputou sete vezes a Copa do Mundo, a mais recente em 2010 (em 1994, a seleção foi banida do torneio) e sua melhor classificação foi um terceiro lugar. Da Copa América a seleção chilena participou várias vezes e suas melhores participações ocorreram em 1955, 1956, 1979 e 1987, quando foi vice-campeão. O Chile organizou uma Copa do Mundo, em 1962, e seis edições da Copa América.

Clubes[editar | editar código-fonte]

No cômputo geral, as equipes do Chile já conquistaram em uma oportunidade o título da Copa Libertadores, o que aconteceu em 1991, com o Colo-Colo e já teve vice-campeões em cinco temporadas, com o mesmo Colo-Colo, além de Unión Española, Cobreloa por duas vezes e Universidad Católica.

Na segunda competição mais importante do continente (que já variou entre Supercopa da Libertadores, Copa CONMEBOL, Copa Mercosul e atualmente Copa Sul-americana), os clube chilenos conquistaram um campeonato com Universidad de Chile (a Copa Sul-Americana de 2011), e um vice-campeonato em 2006 com o Colo-Colo.

Na Copa Interamericana, que agregava os vencedores da Copa Libertadores e da Copa dos Campeões da CONCACAF, o Chile obteve dois títulos, um com o Colo-Colo, em 1991, e outro com a Universidad Católica, em 1993, tendo esta substituído o campeão daquele ano, o brasileiro São Paulo.

O Colo-Colo também é o maior campeão do campeonato nacional, com 29 títulos. Os clubes que se seguem em número de títulos são a Universidad de Chile com 13 títulos, a Universidad Católica com dez, o Cobreloa com oito, a Unión Española com seis, além de outros nove clubes já campeões chilenos pelo menos uma vez.

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol chileno é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.