G6 (União Europeia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Membros do grupo G6

O G6 (Grupo dos Seis) na União Europeia é um grupo informal de ministros do interior dos seis mais populosos membros da União Europeia (Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha e Polónia) com as maiores populações e assim com a maioria dos votos no Conselho da União Europeia. O G6 foi criado em 2003 como G5 para lidar com a imigração, o terrorismo e a lei e a ordem.[1] [2] Em 2006, a Polónia juntou ao grupo, tornando-o o G6.[nota 1]

G6
País População votos no Conselho Notas
 Alemanha 82,314,906 29 8.4%
 França 63,392,140 29 8.4%
 Reino Unido 61,113,205 29 8.4%
 Itália 60,345,068 29 8.4%
Flag of Spain.svg Espanha 45,116,894 27 7.8%
 Polónia 39,116,000 27 7.8% juntou-se em 2006
total 348,658,527 170 49.2%


No âmbito do terceiro pilar da UE, os poderes agem na cooperação policial e judiciária, sendo esta a única área da política da União Europeia onde não há monopólio da Comissão Europeia em propor leis. Em outras áreas políticas, a Comissão geralmente pode criar o equilíbrio entre os estados, mas nesta, o G6 tem uma grande influência sobre ela. Nicolas Sarkozy pediu ao G6 para liderar a União após o alargamento de 2004 da União Europeia. A falta de transparência e de responsabilização do G6 tem sido criticado por uma série de figuras.

Notas

  1. Não confundir com o antigo Grupo dos Seis que hoje é o G8

Referências

  1. EU G6 nations agree to fight terrorism and illegal immigration WorkPermit.com Acesso em 28 de Fev de 2011.
  2. Reid urges human rights shake-up, BBC News Acesso em 28 de Fev de 2011.
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «G6 (EU)», especificamente desta versão.
Ícone de esboço Este artigo sobre a União Europeia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.