GOES-8

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde julho de 2013). Ajude e colabore com a tradução.
GOES-8
Concepção do GOES-8 no espaço
Operação Estados UnidosNASA/NOAA
Tipo de missão Observação atmosférica
Contratante Space Systems Loral
Satélite da Terra
Lançamento 13 de abril de 1994 às 06:04:00 UTC
Local Estados UnidosCabo Canaveral, Flórida, Estados Unidos
Duração da missão 10 anos
Massa 2.105 kg
Site oficial http://goes8.nasa.gov/
Elementos orbitais
Semieixo maior
Excentricidade
Inclinação 98,0°
Apoastro 35.799 km
Periastro 35,783 km
Período orbital 24 horas
Instrumentos

O GOES 8 (chamado GOES-I antes de atingir a órbita), foi um satélite Norte americano de pesquisas atmosféricas. Era operado pela NOAAe pela NASA, como parte do programa GOES.[1] Lançado em 1983, ele foi usado para previsão do tempo nos Estados Unidos.

O projeto[editar | editar código-fonte]

O GOES 8 foi construído pela Space Systems/Loral, baseado na plataforma de satélite LS-1300, sendo o primeiro de cinco baseados nela. Ele foi lançado por um foguete Atlas I a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida em 13 de Abril de 1994 as 06:04 GMT.[2] No lançamento, a sua massa era de 2.105 kg, com uma vida útil estimada de três a cinco anos.[3]

A missão[editar | editar código-fonte]

A primeira imagem retornada pelo GOES 8.

Ao ser levado a órbita da terra, foi posicionado na longitude 75° Oeste.[4] [5] Depois de alguns testes em órbita, ele foi ativado como "GOES-EAST", permitindo que o GOES 7, que estava cobrindo ambas as posíções, assumir as operações como "GOES-WEST".

O GOES 8 sofreu falhas num dos dois equipamentos de coleta de imagens existents a bordo poucos anos depois dele se tornar operacional. Se o segundo conjunto falhasse, ele ficaria completamente inoperante.

O mesmo tipo de problema acometeu o GOES 9, lançado em 1995. Esse problema foi corrigido antes que o GOES 10 fosse lançado.[6] Em 1997, uma de suas rodas de reação (um dos equipamentos de controle de atitude) falhou, no entanto, diferente do que ocorreu com o GOES 9, a outra roda não foi afetada, e o satélite foi capaz de continuar as suas operações.[4]

Saída de serviço[editar | editar código-fonte]

O GOES 8 foi retirado das operações como "GOES-EAST" em 2003, quando ele foi substituído pelo GOES 12.[7] Depois disso, ele foi mantido "em espera" por um ano como backup, sendo então elevado para uma órbita cemitério entre 4 e 5 de Maio de 2004.[4]


Referências

  1. GOES-8 The GOES Program - ESE 40th Anniversary NASA. Visitado em 2009-08-15.
  2. McDowell, Jonathan. Launch Log Jonathan's Space Page. Visitado em 2009-07-13.
  3. Krebs, Gunter. GOES 8, 9, 10, 11, 12 Gunter's Space Page. Visitado em 2009-07-13.
  4. a b c GOES-I Status NOAA. Visitado em 2009-07-11.
  5. Wade, Mark. GOES-Next Encyclopedia Astronautica. Visitado em 2009-07-11.
  6. GOES Motor Windings NASA (2001-04-27). Visitado em 2009-07-11.
  7. GOES 8/12 Transition Plan NASA (2002-10-28). Visitado em 2009-07-09.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

 
Search Wikimedia Commons
   Wikimedia Commons tem media  relacionada com a (categoria):