GOES 4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde julho de 2013). Ajude e colabore com a tradução.
GOES 4
Imagem do GOES 4
Operação Estados UnidosNASA / NOAA
Tipo de missão Ciências da terra, Física Solar e Física Espacial
Contratante Huyges Space and Communications
Satélite da Terra
Lançamento 09 de setembro de 1980 às 22:27:00 UTC
Veículo de Lançamento Delta 3914
Local Estados UnidosCabo Canaveral LC-17A, Flórida, Estados Unidos
Duração da missão 8 anos e 2 meses
Massa 660.0 kg
NSSDC ID 1980-074A
Site oficial GOES 4
Elementos orbitais
Excentricidade 0.00028
Inclinação 0.2º
Apoastro 35.800 km
Periastro 35.776 km
Período orbital 1,436.2 minutos

O GOES 4 (anteriormente conhecido como GOES-D), foi um satélite norte-americano de pesquisas meteorológicas. Era o quarto da série de satélites geoestacionários da NASA. Foi lançado com o objetivo de ajudar nas previsões meteorológicas nos Estados Unidos e, posteriormente, no continente europeu. Após sua "aposentadoria" como satélite, tornou-se o primeiro satélite da NASA a ser enviado a uma órbita cemitério.

O projeto[editar | editar código-fonte]

O satélite GOES-D sendo lançado por um Delta 3914.

O GOES 4 foi construído pela Hughes Space and Communications a pedido da NASA, baseado na plataforma de satélite HS-371. No seu lançamento a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, ele tinha uma massa de aproximadamente 660 quilos[1] e com um tempo de vida operacional estimado em sete anos.[2] Ele foi o primeiro satélite da série GOES a usar a plataforma HS-371.[3]

A missão[editar | editar código-fonte]

Embora tenha cumprido 8 anos e 2 meses. Ao longo de sua vida operacional, ele localizou-se em determinadas longitudes em relação à terra: 98 ° Oeste, (de 1980-1981), 135 ° Oeste ( de 1981-1983), 139 ° Oeste (de 1983-1984), 10° Oeste (em 1985) e 44 ° Oeste (de 1985-1988), onde ele forneceu cobertura da Europa para o EUMETSAT depois da falha ocorrida no satélite Meteosat-2.[4]

Saída de serviço[editar | editar código-fonte]

Depois do fim das operações sobre a Europa, o GOES 4 foi retirado de serviço. Ele se tornou o primeiro satélite a ser elevado, de uma órbita geossíncrona até uma órbita cemitério, para descarte.[5] Isso foi feito em 9 de Novembro de 1988, usando o combustível remanescente nos propulsores de controle de atitude.

Referências

  1. GOES 4 NSSDC Master Catalog. US National Space Science Data Center. Página visitada em 2009-08-14.
  2. "Hughes Checks Out GOES-D", Flight International, 1980-08-16, p. 598.
  3. Krebs, Gunter. GOES 4, 5, 6, G, 7 Gunter's Space Page. Página visitada em 2009-08-14.
  4. CONSOLIDATED REPORT OF CGMS ACTIVITIES CGMS (2003-10-15). Página visitada em 2009-08-14.
  5. "Weather Eyes", Flight International, 1989-03-11, p. 27.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

 
Search Wikimedia Commons
   Wikimedia Commons tem media  relacionada com a (categoria):
Ícone de esboço Este artigo sobre satélites é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.