GRCES Leandro de Itaquera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leandro de Itaquera
Fundação 3 de março de 1982 (32 anos)
Escola-madrinha Nenê de Vila Matilde
Cores

Vermelho

Branco
Símbolo Leão e os dizeres "A mais simpática"
Bairro Itaquera
Presidente Leandro Alves Martins
Carnavalesco Marco Aurélio Ruffinn
Intérprete oficial Juninho Branco[1]
Diretor de carnaval Fran Palazzi
Gemilson
Diretor de harmonia Paulão
Diretor de bateria Mestre Pelé
Rainha da bateria Vivi Brilho
Madrinha da bateria Andressa Urach
Princesa da bateria Pâmela Santana
Mestre-sala e porta-bandeira Paulinho e Karin Darling
Coreógrafo Kelson Barros
Desfile de 2015
www.leandrodeitaquera.com.br

Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Leandro de Itaquera é uma escola de samba da cidade de São Paulo, localizada no bairro de Itaquera. Fundada em 3 de março de 1982. O símbolo da escola é o Leão, representando força e liderança, as cores oficiais são o vermelho (garra) e o branco (paz).[2]

História[editar | editar código-fonte]

A Leandro de Itaquera surgiu em 1982 graças a uma menina (Karin) que, durante sua festa de aniversário, pediu a seu pai, Leandro Alves Martins, fundador e atual presidente, uma escola de samba de presente. Uma reunião com alguns amigos sambistas foi suficiente para estimular a fundação da Escola de Samba Leandro de Itaquera; o nome da escola é uma homenagem a Seu Leandro.[2]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Em 1988, seis anos após sua fundação, a Leandro de Itaquera já vencia o Grupo 1, classificando-se para a primeira divisão do samba em 1989.[2] Pela primeira vez no Especial, a escola conseguiu o sétimo lugar, com o enredo "Babalotim", interpretado por Eliana de Lima e a bateria comandada por Mestre Lagrila, um dos grandes nomes entre os ritmistas da cidade.[2]

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Em 1990, homenageou seu bairro, Itaquera, e após desfilar sob forte chuva, classificou-se em quinto lugar entre dez escolas, ficando atrás de Camisa, Rosas, Peruche e Vai-Vai.

No ano de 1991, obteve sua melhor classificação, ficando em quarto lugar, com o enredo "Querem Acabar Comigo", que criticava a exploração das riquezas naturais brasileiras.[2]

Em 1994, conquistou o um quinto lugar com o enredo, "Tietê - Um Rio de Verdade", colocação que se repetiu em 1999. No ano seguinte, entre 9 escolas, o Leandro de Itaquera ficou em oitavo lugar, sendo rebaixado para o Grupo de acesso. Porém logo em 1997 estava de volta ao Grupo Especial para competir com as escolas mais tradicionais.[2]

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Desfile da Leandro de Itaquera em 2009.

Em 2004, nas comemorações dos 450 anos da cidade de São Paulo, a escola inovou ao trazer para a avenida duas baterias, sob o comando de Mestre Adamastor. Os dois grupos revezavam-se ao longo da avenida, com algumas convenções em que ambos se apresentavam ao mesmo tempo. A novidade não foi bem recebida pelos jurados e a escola recebeu notas baixas neste quesito. Com isso, a ideia não tornou a ser repetida nos carnavais posteriores.

Em 2005, a agremiação escolheu o Rotary International como tema de seu carnaval, aproveitando as comemorações mundiais de 100 anos de fundação da entidade internacional.[3]

Já em 2006, tornou a abordar o Rio Tietê. No entanto, dessa vez a agremiação causou polêmica ao colocar no último carro alegórico uma alusão ao PSDB, partido ao qual Seu Leandro é filiado. Na alegoria, aparecia um tucano no meio do carro, com as figuras de Mário Covas, de um lado, e Geraldo Alckmin de outro. A crítica ganhou maior repercussão pelo fato de aquele ser ano eleitoral, e Geraldo ter sido o candidato a presidente pelo PSDB, no mesmo ano. Nesse ano, a escola acabou novamente rebaixada.

Em 2007, no desfile em que comemorava e cantava seu jubileu de prata, a Leandro de Itaquera surpreendeu ao público trazendo na comissão de frente o próprio presidente da escola, Seu Leandro. Na coreografia, que contava a história da fundação da escola, o presidente contracenava com a neta, Ariani, que interpretava a tia, Karin.

No ano seguinte, com um enredo falando sobre a Revolta dos Malês, conquistou o vice-campeonato do grupo de acesso, voltando ao Grupo Especial em 2009.

No carnaval de 2009, a escola decidiu homenagear a atriz e comediante Regina Casé, com o enredo: "Leandro de Itaquera faz a festa da periferia. Salve salve, nossa rainha Regina Casé". A atriz participou do desfile, e inclusive do concurso interno de sambas enredos, sendo uma das julgadoras.[4] O desfile, elogiado pela crítica, rendeu a 12ª colocação entre 14 escolas, e a escola manteve-se no grupo.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010, homenageou suas próprias cores: "Sob um manto de amor e paz, sou Leandro de Itaquera desfilando o Vermelho e Branco no meu carnaval". Nesse desfile, trouxe uma intérprete ilustre, Sandra de Sá.[5] A escola contou a importância das cores vermelho e branco, retratando o período da era cristã, quando os reis demonstravam poder através da cor vermelho. Mostrou a importância das cores nas religiões africanas e deu destaque aos símbolos do mundo em vermelho e branco. Um destaque polêmico foi o carro abre-alas com o tema Kama-sutra. Ficou em 14º lugar e mais uma vez foi rebaixada.[6]

Em 2011, a escola contou a história das bebidas, em diversas formas, em seu carnaval, mas a escola fez merchandising, no que é proibido e perdeu dois pontos. Ficou em 5º lugar, permanecendo no mesmo grupo para 2012.[7]

Para 2012 a Leandro contratou o carnavalesco Orlando Júnior, que por muito tempo foi carnavalesco da Tradição. No dia 17 de maio, a escola fechou com o Mestre de Bateria Augusto (ex X-9 Paulistana). A vermelho e branco da Zona Leste, saiu em defesa do meio ambiente sonhando com uma nova era para o mundo com o enredo: "Meio Ambiente, um caminho de solidariedade e sustentabilidade". Destruição, queimadas, desmatamento. Foi nesse cenário de degradação do meio ambiente que a Leandro abriu o seu Carnaval. O abre alas, cheio de luzes e efeitos, trouxe a dura realidade que atormenta nosso planeta. A tradicional ala de cadeirantes, mais uma vez, emocionou o público. Desta vez, eles vieram de fiscais da natureza. O casal de Mestre sala e porta Bandeira, Diego Motta e Karin Darling, deu um show na avenida, com uma bela fantasia, colorida e bem concebida. A ala das baianas veio representando a vitória régia e fez uma bela coreografia girando pela pista do Anhembi. A bateria "Majestosa", teve a bela Lívia Andrade a sua frente. Destaque para afinação perfeita dos surdos de marcação e para as belas convenções do naipe de tamborins. Comemorando seus 30 anos de samba, a escola de Itaquera, presidida por Leandro Alves Martins, encerrou os desfiles do Grupo de Acesso em 2012, mostrando que a salvação do planeta depende apenas da conscientização do homem em preservar.

Vice-campeã do grupo de acesso em 2013, vai abrir os desfiles de sexta-feira do grupo especial do Carnaval de 2014, a Leandro de Itaquera será a paixão ao futebol no ano em que o Brasil sediará a copa do mundo será ilustrada através do tema: "Ginga Brasil, Futebol é Raça. Em 2014 a Copa do Mundo começa aqui".

O desenvolvimento do enredo da Leandro de Itaquera será do carnavalesco Marco Aurélio Ruffinn, que retorna a escola após atuar pela Tom Maior nos dois últimos anos.o Carnavalesco fez sucesso em sua primeira passagem pela vermelha e branca de Itaquera quando assinou sete desfiles entre os anos de 1994 e 2000.

Madrinha da bateria[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre GRCES Leandro de Itaquera

Classificações[editar | editar código-fonte]

Leandro de Itaquera
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco
1983 Campeã Vaga Aberta
(quarta divisão)
Noite Tão Bela "João do Tamborim"
1984 Campeã Grupo 2-UESP A Grande Ilusão do Carnaval
1985 Campeã Grupo 1-UESP O Futuro a Deus Pertence
1986 6ºlugar Acesso Magia de um Carnaval - "Eu Sou o Samba"
1987 4ºlugar Acesso O Nosso Samba Está no Ar
1988 Campeã Acesso Elo da Paz "o Arco-Íris do Oxumaré" - Festa na Senzala
1989 7ºlugar Especial Babalotim - a História dos Afoxés
1990 5ºlugar Especial Itaquera, Pedra Dura "Símbolo de um Povo"
1991 4ºlugar Especial Querem Acabar Comigo
1992 7ºlugar Especial Batuque, a Força de Uma Raça
1993 8ºlugar Especial Carnaval - Alegria do Povo
1994 5ºlugar Especial Tietê - um Rio de Verdade Marco Aurélio Ruffinn
1995 9ºlugar Especial Felicidade Marco Aurélio Ruffinn
1996 Campeã Acesso 300 Anos de Zumbi, a Festa é Nossa Marco Aurélio Ruffinn
1997 7ºlugar Especial Doçura da Terra Brasil [nota 1] Marco Aurélio Ruffinn
1998 8ºlugar Especial França Brasil, Unidos Pela Sedução [nota 2] Marco Aurélio Ruffinn
1999 5ºlugar Especial Educação um Salto para a Liberdade "Por Paulo Freire" [nota 3] Marco Aurélio Ruffinn
2000 8ºlugar Especial Vale Ouro, Meu Brasil, Minha Terra, Meu Tesouro [nota 4] Marco Aurélio Ruffinn
2001 8ºlugar Especial Os Seis Segredos do Ariau [nota 5] Comissão de Carnaval[comissão2001 1]
2002 6ºlugar Especial Mário Covas - São Paulo - Brasil Meu Orgulho, Meu Amor [nota 6] Anderson Paulino
2003 6ºlugar Especial O que é, o que é? Qualidade de vida: direito do povo - Sistema "S" [nota 7] Anderson Paulino
2004 12ºlugar Especial São Paulo, 450 Anos. No Palco da Cultura que Artista Sou Eu? [nota 8] Anderson Paulino
2005 8ºlugar Especial Rotary - Dar de si antes de pensar em si, o carnaval das emoções [nota 9] Anderson Paulino
2006 13ºlugar Especial A Nova Passarágua do samba orgulhosamente apresenta Festas e tradições paulistas sobre as águas de um Novo Tietê [nota 10] Anderson Paulino
2007 3ºlugar Acesso Sou Leandro, Sou Feliz, Sou Batuque, Minha Força é Minha Raiz, 25 Anos, Minha História Uma Locomotiva de Emoções Hernani Siqueira
2008 Vice-campeã Acesso Afro Bahia - da Revolta dos Malês ao esplendor de um novo dia - a Roma Negra invade Itaquera neste dia de alegria [nota 11] Comissão de Carnaval[Comissão2008 1]
2009 12ºlugar Especial Leandro de Itaquera faz a festa das periferias do Brasil para o Mundo. Salve salve, nossa estrela Regina Casé [nota 12] Comissão de Carnaval[Comissão2009 1]
2010 14ºlugar Especial Sob Um Manto de Amor e Paz, Sou Leandro de Itaquera Desfilando o Vermelho e Branco no Meu Carnaval [nota 13] Comissão de Carnaval[Comissão2009 1]
2011 5ºlugar Acesso De fonte essencial da vida ao testamento líquido da ilusão,um brinde ao meu samba e beba com moderação [nota 14] Anderson Paulino e Agnaldo Parintins
2012 3ºlugar Acesso Meio Ambiente - Um Caminho de Solidariedade e Sustentabilidade [nota 15] Orlando Júnior
2013 Vice Campeã Acesso O leão guerreiro mostra a sua força! É a garra e a bravura do negro no quilombo da Leandro de Itaquera Rodrigo Cadete
2014 14º lugar Especial Ginga Brasil, Futebol é Raça. Em 2014 a Copa do Mundo começa aqui Marco Aurélio Ruffinn
2015 Acesso Mandela, Ícone da Paz Mundial[15] [16]

Referências

Notas

  1. Intérprete:Rubinho
  2. Intérprete:Quinzinho
  3. Intérprete:Eliana de Lima
  4. Intérprete:Eliana de Lima
  5. Intérprete:Rixxah
  6. Intérpretes:André Ricardo, Xixa, Zé Carlos e Betto Muniz
  7. Intérprete:Waguinho
  8. Intérprete:Waguinho
  9. Intérpretes:Betto Muniz, Zé Carlos e Juninho Branco
  10. Intérpretes:Betto Muniz e Juninho Branco
  11. Intérpretes:Betto Muniz e Juninho Branco
  12. Compositores:Xixxa, Juba, Didi Poeta, André, Vagner, Gomes, Gêmeos e Silveira. Intérpretes:Betto Muniz e Juninho Branco
  13. Compositores:Jorginho, Carioca da Leandro, Sanches TK, Maracá, Ney Pinheiro, Luisão, Medonha Z/L, Xixa, Terra, André, Jairo Limozini, Didi Poeta, Nel Costa, Juba, Xandinho, Diego Miguel, Zé Carlos e Marquinho JB. Intérpretes:Betto Muniz e Sandra de Sá
  14. Intérpretes:Betto Muniz e Juninho Branco
  15. Intérprete:Juninho Branco
  1. Anderson Paulino, Babú Energia e Mauro Xuxa
  1. a b Anderson Paulino, Agnaldo Parintins e Anderson Rodrigues
  1. Jeronimo Guimarães, Milton Cunha e Werner Botelho