GRES Bom das Bocas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bom das Bocas
Fundação 6 de janeiro de 1963 (51 anos)
Escola-madrinha Império da Tijuca
Cores Verde e branco
Símbolo uma boca sorrindo
Bairro Caixa D'água
Presidente Bruno Obeica Marques da Costa
Carnavalesco Gilber Rosa
Intérprete oficial Mario Sempre Samba
Diretor de carnaval Cleriston Carlos
Diretor de harmonia César Augusto
Diretor de bateria Mestre Ringo
Rainha da bateria Vanessa Gatto
Mestre-sala e porta-bandeira Diego Falcão e Jaqueline Gomes
Coreógrafo Jaqueline Rios
Desfile de 2015

Grêmio Recreativo Escola de Samba Bom das Bocas é uma escola de samba de Três Rios, sendo a escola mais antiga de Três Rios em atividade. Suas cores são o verde e o branco.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 06 de Janeiro de 1963, era fundada aquela que seria uma das “potências” do carnaval trirriense. com o encerramento das atividades do GRES Unidos do Caixa D’água, o folião do bairro homônimo e das adjacências ficou sem espaço para brincar o seu carnaval. No início da década um grupo formado por Bina Fuzil, Veludo e outros mais, criou um bloco chamado “A Turma do Vai Quem Quer” que acabou se tornando a diversão oficial dos moradores da região.

Em Janeiro de 1963, o bloco que fazia a diversão dos moradores mudou de nome e se tornou “Bloco Carnavalesco Bom das Bocas”. Segundo seus fundadores, o nome da agremiação é devido ao bloco ser um dos melhores da cidade, “muito BOM”, e um de seus fundadores, Bina Fuzil, era considerado o “Rei da Bocada” que na época significava “ambiente de samba”. Neste clima, o bloco crescia cada vez mais e, com a vinda de mais pessoas, tomou proporções que levaram os seus diretores da época a pensar na transformação do bloco em escola de samba, e assim foi feito. No ano de 1972 o bloco carnavalesco se tornava Grêmio Recreativo Escola de Samba Bom das Bocas e se sagraria campeão do carnaval de Três Rios logo em seu primeiro ano.

Suas principais características são a originalidade e requinte de suas fantasias e a garra de seus componentes[carece de fontes?]. Em 2009, sagrou-se tetracampeã do carnaval trirriense. Em 2010, ficou com o vice-campeonato, voltando a vencer nos Carnavais de 2011 e 2012. A escola ostenta 12 títulos no carnaval trirriense. Quando não foi campeã, foi vice, sendo, assim, a escola mais regular do carnaval de Três Rios.[1] Muitos desses carnavais foram idealizados por Junior Pernambucano, o qual, em 2013, será carnavalesco da Império da Tijuca[2] .

Após a subida do Império da Tijuca para o Grupo Especial, o carnavalesco Junior Pernambucano não pode permanecer na agremiação[3] , que buscou Gilber Rosa, que faz o enredo sobre as máscaras[4] .

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Bom das Bocas
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco
2006 Campeã ÚNICO De Paris à Villa Rica ao Brasil de Caras Pintadas: Um Ideal de Liberdade, Igualdade e Fraternidade Juninho Pernambucano
2007 Campeã ÚNICO Se Me Der... Eu Como Juninho Pernambucano
2008 Campeã ÚNICO Crer ou Não Crer... Sorte ou Azar... Eis a Questão Juninho Pernambucano
2009 Campeã ÚNICO Na Rota do Sol Hugo Bispo
2010 Vice-Campeã ÚNICO Deu a louca no Bom das Bocas Juninho Pernambucano
2011 Campeã ÚNICO No Balançar dos Balangandãs... A Verde e Branco é Jóia Rara Juninho Pernambucano
2012 Campeã A Os Saltimbancos Juninho Pernambucano
2013 Campeã A Palmares - Sonho de Liberdade Juninho Pernambucano
2014 Campeã A Máscaras - Uma viagem misteriosa de arte e sedução Gilber Rosa

Referências

  1. Prefeitura de Três Rios (10.03.2011). Escola Bom das Bocas é a campeã do Carnaval 2011. Visitado em 03.04.2011.
  2. Entre Rios. Faltam 318 dias para o Carnaval 2013.... Visitado em 8/4/12.
  3. Entre-Rios (01/02/2014). Ex-carnavalesco do Bom das Bocas estreia no Grupo Especial na Sapucaí 10h02. Visitado em 10/02/2014.
  4. Entre-Rios (05/11/2013). Bom das Bocas apresenta samba para o Carnaval 2014 10h04. Visitado em 09/02/2014.