Gabrielle Giffords

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gabrielle Giffords
Representante dos Estados Unidos
pelo 8º distrito do Arizona
Mandato 3 de janeiro de 2007
25 de janeiro de 2012
Antecessor(a) Jim Kolbe
Sucessor(a) Ron Barber
Membro do senado do Arizona
pelo 28º distrito
Mandato 8 de janeiro de 2003
9 de janeiro de 2006
Antecessor(a) Randall Gnant
Sucessor(a) Paula Aboud
Vida
Nascimento 8 de junho de 1970 (44 anos)
Tucson, Arizona
Dados pessoais
Cônjuge Mark Kelly
Partido Democrata
Profissão Político e empresária

Gabrielle Dee "Gabby" Giffords (nascida em 8 de junho de 1970) é uma política americana, membro do Partido Democrata e representante do 8º distrito do Arizona desde 2007; Giffords é a terceira mulher a representar o Arizona.

Está na lista das 100 pessoas mais influentes no ano de 2011, ao lado de personalidades como: Joe Biden, Michelle Obama, Dilma Rousseff, Oprah Winfrey, Nicolas Sarkozy, Cory Booker entre outros.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Giffords nasceu em Tucson, é filha de Gloria Kay Fraser e Spencer J. Giffords, é casada com o astronauta Mark Kelly e tem dois filhos, sua religião é o judaísmo. É também cunhada do astronauta Scott Kelly.

Foi membro do senado do Arizona entre 2003 a 2006, foi membro da câmara dos deputados entre 2001 a 2003.

Em 8 de janeiro de 2011, foi uma das vinte vítimas de um tiroteio em Tucson perpretado pelo atirador Jared Lee Loughner e que aconteceu em um supermercado em um subúrbio de Tucson, onde estava reunida com eleitores.[2] Segundo o FBI, Giffords era o alvo dos tiros e foi internada em estado crítico devido a um projétil que atravessou sua cabeça.[3] No final de maio, o atirador do Arizona foi considerado incapaz para ser julgado.[4] Em 1º de agosto, já recuperada, reaparece de surpresa no Congresso.[5] Levantou-se mais tarde a suspeita de que o atirador também era judeu e sua mãe, Amy Lee Loughner, frequentava a mesma sinagoga que a deputada, Congregação Chaverim.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Senadora estadual e Deputada Estadual[editar | editar código-fonte]

Giffords foi eleita para a Câmara dos Deputados do Arizona em 2000 e atuou entre 2001 a 2003. Ela foi eleito para o Senado do Arizona em 2002, e na época era a mulher mais jovem a ser eleita para o cargo, tomou posse em janeiro de 2003 e foi reeleita em novembro de 2004, renunciou ao Senado do Arizona em 1 de dezembro de 2005.

Congressista do Arizona[editar | editar código-fonte]

Giffords foi a primeira judia eleita para o congresso do Arizona, sendo eleita em novembro de 2006, em sua campanha adotou como tema a segurança entre a fronteira com o México, foi eleita com 54% dos votos.[6]

Foi reeleita em 2008 com 54% dos votos, e reeleita em 2010 com 48% dos votos.

Em 2010 votou e fez campanha a favor da reforma no setor da saúde pública promovida pelo presidente Barack Obama.

"Não gosto de estar na minoria", declarou após o término das eleições de 2010 e terminou dizendo "Mas meu trabalho não é estar na maioria, mas fazer meu trabalho."[6]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.