Galadriel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Galadriel
Personagem da Terra Média
Galadriel como representada pelos Irmãos Hildebrandt no calendário de 1978
Galadriel como representada pelos Irmãos Hildebrandt no calendário de 1978
Raça Élfica
Divisão Noldor
Teleri
Tiítulos Senhora de Lórien
Outros Nomes Alatáriel
Altáriel
Artanis
Nerwen
Data de Nascimento Nascida no ano de 1362 da 1ª Era das Árvores
Primeira aparição
em Filme
The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring
Intérprete Cate Blanchett
Personagems Criados por J.R.R. Tolkien


Galadriel é uma personagem criada por J.R.R. Tolkien, em seu legendárium da Terra Média. Ela aparece em O Senhor dos Anéis, O Silmarillion, Hobbit e Contos Inacabados.

Era uma elfo pertencente à realeza, tanto de Noldor como Teleri, sendo um neta de ambos os reis Finwë e Olwë, sendo também parente próxima do rei Ingwë de Vanyar através de sua avó Indis. Ela foi um dos líderes da rebelião dos Noldor e sua fuga de Valinor durante a Primeira Era; ela foi a única Noldor proeminente a retornar no final da Terceira Era. Até o fim de sua estada na Terra média, era co-governante de Lothlórien com o marido, Senhor Celeborn, e foi referida várias vezes como a Senhora de Lórien, Senhora dos Galadhrim, Senhora da Luz, ou Senhora da Floresta Dourada. Sua filha Celebrían era a esposa de Elrond e mãe de Arwen, Elladan e Elrohir.

Tolkien descreve Galadriel como "a mais poderosa e mais bela de todos os elfos que permaneceram na Terra média " (após a morte de Gil-galad ) [1] e "a maior das mulheres élficas".[2]

Biografia Interna[editar | editar código-fonte]

Histórias da vida de Galadriel antes de O Senhor dos Anéis aparecem tanto em O Silmarillion e em Contos Inacabados. Galadriel era a filha única e filha mais nova de Finarfin, príncipe de Noldor e de Eärwen, que era primo de Lúthien. Seus irmãos mais velhos eram Finrod Felagund, Angrod e Aegnor. Ela nasceu em Valinor durante a Era das Árvores.

Galadriel é descrita como tendo sido "abençoada com a capacidade de perscrutar a mente dos outros e julgá-los de forma justa. Mas em Fëanor ela só viu escuridão".[3] Como um dos membros da casa real de Finwë e tendo o sangue do Vanyar de sua avó paterna, Indis, ela foi muitas vezes chamada de a mais bela de todos os Elfos, seja em Aman ou na Terra-média.

De acordo com os registros mais antigos de sua história, esboçada por Tolkien em The Road Goes Ever On e utilizado em O Silmarillion, Galadriel foi uma participante ativa e líder da rebelião dos Noldor e sua fuga de Valinor: na verdade, a "única mulher que se mostrou à altura naqueles dias". Ela, no entanto, há muito tempo havia se separado de Fëanor e seus filhos, e não participou no Fratricídio em Alqualondë. Em Beleriand vivia com seu irmão Finrod Felagund em Nargothrond e na corte de Thingol e Melian em Doriath. Nesse relato, ela conheceu Celeborn, parente de Thingol, em Doriath.

Após a Guerra da Ira, os Valar proibiram os líderes dos Exilados de voltarem para as Terras Imortais, e assim sendo uma desses líderes, Galadriel permaneceu em exílio na Terra-média. No final da Terceira Era, quando ela recusa o Um Anel, é finalmente autorizada a regressar à Valinor.

Adaptações[editar | editar código-fonte]

É interpretada por Cate Blanchett na trilogia cinematográfica The Lord of the Rings, dirigida por Peter Jackson.

Referências na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Quando o filme sobre O Senhor dos Anéis foi lançado, o jornalista Ian Markham-Smith, ao escrever uma reportagem sobre Cate Blanchett e não querendo ler o livro, consultou uma página da Internet e escreveu a seguinte biografia da personagem no jornal The London Sunday Times:

For the uninitiated, Galadriel is the good sister of the evil but beautiful Queen Beruthiel, who imprisons the Fellowship of the Ring in the forest of Lothlorien. In the book, Galadriel frees them from her sister's clutches.

em tradução livre:

Para os não-iniciados, Galadriel é a boa irmã da maligna porém linda Rainha Beruthiel, que prende a Irmandade do Anel na floresta de Lothlorien. No livro, Galadriel os liberta das garras de sua irmã.

O texto foi retirado de um site de paródias[4] , criado por fãs do livro como cilada para alunos preguiçosos que, em vez de ler o livro, pediam resumos do livro [5] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Of the Rings of Power and the Third Age" in The Silmarillion (1977, Houghton Mifflin), p. 298.
  2. "Appendix B: The Tale of Years" of The Return of the King, volume 3 of The Lord of the Rings.
  3. Contos Inacabados, "A História de Galadriel e Celeborn ", p. 230 .
  4. London's Sunday Times Endorses Synopsis
  5. A Brief Synopsis of The Lord of the Rings

Ligações externas[editar | editar código-fonte]