Game of Thrones

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Future Icon.svg
Game of Thrones é uma série em exibição.
As informações podem mudar rapidamente. Editado pela última vez em 13 de abril de 2014.
Game of Thrones
A Guerra dos Tronos (PT)
Game of Thrones (BR)
Informação geral
Formato Seriado
Duração 51-60 min
Criador(es) David Benioff
D. B. Weiss
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês, dothraki
Produção
Produtor(es) Bernadette Caulfield
Frank Doelger
David Benioff
D. B. Weiss
George R. R. Martin
Elenco Peter Dinklage
Nikolaj Coster-Waldau
Lena Headey
Emilia Clarke
Kit Harington
Iain Glen
Aidan Gillen
Charles Dance
Liam Cunningham
Stephen Dillane
Carice van Houten
Natalie Dormer
Maisie Williams
Isaac Hempstead-Wright
Sophie Turner
Jack Gleeson
Alfie Allen
Joe Dempsie
Rose Leslie
John Bradley
Sibel Kekilli
Rory McCann
Conleth Hill
Jerome Flynn
Sean Bean
Mark Addy
Harry Lloyd
Richard Madden
Michelle Fairley
Oona Chaplin
James Cosmo
Jason Momoa
Tema de abertura Ramin Djawadi
Exibição
Emissora de
televisão original
HBO
Formato de exibição 1080i (HDTV)
720i (HDTV)
Transmissão original 17 de abril de 2011 – presente
Nº de temporadas 4
Nº de episódios 40 (lista de episódios)

Game of Thrones (em Portugal, A Guerra dos Tronos[1] [2] )[nota 1] é uma série de televisão norte-americana criada por David Benioff e D. B. Weiss para a HBO. A série é baseada na série de livros A Song of Ice and Fire, escritos por George R. R. Martin, com seu título sendo derivado do primeiro livro. Game of Thrones está sendo filmada principalmente no Paint Hall Studios, em Belfast, e em outras localizações na Irlanda do Norte, Malta, Croácia e Islândia.

Sua primeira temporada estreou em 17 de abril de 2011. Dois dias depois foi renovada para uma segunda temporada,[7] . A segunda temporada estreou em 1 de abril de 2012. Nove dias depois, ela foi renovada para uma terceira temporada.[8] Dois dias depois da estréia da terceira temporada, ela foi renovada para uma quarta temporada.

Muito aguardada desde seus primeiros estágios de desenvolvimento, Game of Thrones foi muito bem recebida pela crítica especializada. Sua primeira temporada foi indicada a vários prêmios, incluindo o Primetime Emmy Award de melhor série dramática e o Globo de Ouro de melhor série - drama; Peter Dinklage venceu o Emmy e o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante. Também conquistou o Emmy de melhor projeto de créditos principais. Possui uma das melhores notas entre os telespectadores para séries em exibição no site IMDb.

Produção[editar | editar código-fonte]

Concepção e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento da série começou em janeiro de 2007.[9] A HBO, depois de adquirir os direitos de A Song of Ice and Fire com a intenção de transformar os livros em uma série de televisão, contratou David Benioff e D. B. Weiss para roteirizarem e servirem como produtores executivos da série, que iria cobrir todo o material relevante de cada livro por temporada.[9] Inicialmente, foi planejado que Benioff e Weiss escreveriam todos os episódios, com exceção de um, por temporada, que o autor dos livros e co-produtor executivo George R. R. Martin iria escrever.[9] [10] Entretanto, Jane Espenson e Bryan Cogman foram adicionados ao time de roteiristas, onde cada um escreveu um episódio da primeira temporada.[11]

"The Sopranos na Terra Média" foi a tagline para a série, que Benioff sugeriu por brincadeira, referindo-se ao conteúdo sombrio de intriga e o cenário de fantasia.[12] A fantasia é descrita como incidental da série, com o presidente de programação da HBO, Michael Lombardo, achando a história atraente ao invés de mágica e exótica, apesar da nova política de desenvolvimento do canal de "dar uma chance a programas a que não daríamos uma chance cinco anos atrás".[13] [14] Todavia, a HBO contratou o linguista David J. Peterson, da Sociedade de Criação de Língua, para desenvolver a língua dothraki — "possuindo seu som único, vocabulário de mais de 1.800 palavras e estrutura gramatical complexa"—para ser usada na série.[15] O primeiro e o segundo rascunhos do piloto, escritos por Benioff e Weiss, foram submetidos em agosto de 2007[16] e junho de 2008,[17] respectivamente. Apesar da HBO ter gostado dos dois rascunhos,[17] [18] um episódio piloto não foi encomendado até novembro de 2008,[19] com a greve dos roteiristas dos Estados Unidos (2007-08) possivelmente adiando o processo.[18]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

As filmagens da primeira temporada começaram em 26 de julho de 2010,[11] com locações no Paint Hall Studio em Belfast, Irlanda do Norte,[20] e em Malta. Outras locações incluem o Castelo de Shane,[21] Magheramorne,[22] e o Parque Florestal de Tollymore.[21]

Para a segunda temporada, Dubrovnik, Croácia, foi usada em vez de Malta para as cenas de Porto Real e outras locações.[23] Cenas que se passam ao norte da Muralha foram filmadas na Islândia, no geleiro de Vatnajökull.[24] Novas locações na Irlanda do Norte incluem o The Linen Mill Film & Television Studios, o porto de Ballintoy,[25] o Castelo de Gosford em Markethill e a praia de Downhill Strand.

Enredo[editar | editar código-fonte]

A série de televisão segue as múltiplas histórias dos livros de A Song of Ice and Fire.[26] Se passando nos Sete Reinos de Westeros, onde "verões duram décadas e os invernos uma vida inteira", Game of Thrones mostra as violentas lutas dinásticas entre as famílias nobres para ter o controle do Trono de Ferro de Westeros. Enquanto isso, nas regiões desconhecidas ao norte da Muralha e nos continentes ao leste, ameaças adicionais começam a surgir.[11]

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Dubladores[editar | editar código-fonte]

Direção: José Augusto Sendim

Estúdio : MG Estúdios

Recepção[editar | editar código-fonte]

Impacto cultural[editar | editar código-fonte]

Game of Thrones foi creditado por aumentar a popularidade dos temas de fantasia e a aceitação do gênero pela mídia. "Depois desse fim de semana", escreveu a CNN antes da estreia da segunda temporada da série, "você terá dificuldades em encontrar alguém que não é fã de alguma forma de fantasia épica". De acordo com Ian Bogost, Game of Thrones continua uma série de adaptações bem sucedidas, começando com a trilogia O Senhor dos Anéis em 2001 e continuando com a série Harry Potter, que estabeleceram a fantasia como um gênero com um grande mercado lucrativo e qualidade artística.[27]

Crítica[editar | editar código-fonte]

As primeiras resenhas para a primeira temporada foram muito positivas, com os críticos notando o quão bem feito era o mundo de Westeros, os personagens convincentes, e dando atenção especial para a força dos atores mirins.[28] [29] No agregador Metacritic, a primeira temporada de Game of Thrones possui uma aprovação de 79/100, baseado em 28 resenhas, indicando "críticas geralmente favoráveis".[30] Tom Goodman, em sua resenha para o The Hollywood Reporter, disse "em alguns minutos na épica série da HBO Game of Thrones, está claro que a expectativa estava certa e que a espera valeu a pena".[31] Mary McNamara do Los Angeles Times escreveu que "...uma grandiosa e trovejante série de intrigas políticas e psicológicas, eriçada com personagens vívidos, hachurados com enredos tentadores e temperados com um salpico de fantasia".[32]

A segunda temporada também foi muito bem recebida pela crítica especializada. No Metacritic, a temporada possui uma aprovação de 88/100, baseado em 26 resenhas, indicando "aclamação universal".[33] A Entertainment Weekly elogiou a história "vívida, vital e bem divertida",[34] e o The Hollywood Reporter considerou que o programa "provou-se ser uma das melhores série de televisão", sendo a única série de gênero dramaticamente comparável a programas como Mad Men e Breaking Bad.[35] O The New York Times foi a única publicação a dar à temporada uma resenha negativa, desaprovando a falta de complexidade dos personagens e seu grande número, como também o enredo sinuoso.[36]

Notas

  1. No Brasil, alguns sites se referem à série como Guerra dos Tronos,[3] [4] [5] [6] embora a própria HBO não tenha utilizado tal nome ao exibir a obra.

Referências

  1. A Guerra dos Tronos no Syfy.pt
  2. Capa da edição em DVD da série A Guerra dos Tronos
  3. Filmow - Guerra dos Tronos (1ª Temporada)
  4. R7 - Guerra dos Tronos vai virar jogo do Facebook
  5. UOL Televisão - "Guerra dos Tronos" destacará violência, sexo e dragões em sua 2ª temporada
  6. CineDica - Seriado Guerra dos Tronos 2ª Temporada
  7. Hibberd, James (19 de abril de 2009). HBO renews 'Game of Thrones' for second season. Entertainmet Weekly. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  8. O'Neal, Sean (10 de abril de 2012). HBO renews Game Of Thrones, obviously. The A.V. Club. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  9. a b c Fleming, Michael (16 de janeiro de 2007). HBO turns 'Fire' into fantasy series. Variety.
  10. Benioff, David; Weiss, D. B. (19 de novembro de 2008). Hello form Benioff and Weiss. Westeros.
  11. a b c Martin, George R. R. (16 de julho de 2010). From HBO. Not a Blog.
  12. Kachka, Boris (18 de maio de 2008). Dungeon Master: David Benioff. New York Magazine.
  13. Hibbert, James (14 de janeiro de 2010). HBO: 'Game of Thrones' dailies ‘'ook fantastic'. The Hollywood Reporter.
  14. Rice, Lynette (8 de janeiro de 2010). A Network Gets Its Bite Back. Entertainment Weekly.
  15. Today in Fictional-Language News: HBO Speaks Dothraki. Time (12 de abril de 2010).
  16. Hudson, Laura (14 de agosto de 2007). Talking with George R. R. Martin Part 2. Publisher Weekly.
  17. a b Martin, George R. R. (13 de junho de 2007). Ice & Fire on HBO. Not a Blog.
  18. a b Kirschling, Gregory (novembro de 2007). By George. Entertainment Weekly.
  19. Littleton, Cynthia (11 de novembro de 2008). Fantasy sits on 'Thrones'. Variety.
  20. HBO to film TV pilot in Belfast, Northern Ireland. Governo da Irlanda do Norte (21 de outubro de 2010).
  21. a b Maggie Taggart (3 de março de 2010). Fantasy epic to be filmed in Belfast. BBC.
  22. Extras needed for new TV show. Larne Times (24 de junho de 2010).
  23. Dubrovnik filming locations revealed. Winter Is Coming.net (21 de agosto de 2011). Página visitada em 4 de dezembro de 2011.
  24. Iceland filming location revealed. Winter Is Coming.net (28 de outubro de 2011). Página visitada em 4 de dezembro de 2011.
  25. McLysaght, Emer (5 de agosto de 2011). Gallery: Amazing pictures of Antrim’s Game of Thrones set. TheJournal.ie. Página visitada em 4 de dezembro de 2011.
  26. Martin, George R. R. (11 de janeiro de 2008). HBO options Ice & Fire. Not a Blog.
  27. Williams, Joel (30 de março de 2012). Mainstream finally believes fantasy fans. CNN. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  28. Roush, Matt (15 de abril de 2011). Roush Review: Grim Thrones Is a Crowning Achievement. TV Guide.
  29. Tucker, Ken (14 de abril de 2011). Game of Thrones (2011). Entertainment Weekly.
  30. Game of Thrones: Season 1. Metacritic.
  31. Goodman, Tom (15 de abril de 2011). Game of Thrones: Review. The Hollywood Reporter.
  32. McNamara, Mary (15 de abril de 2011). Television review: 'Game of Thrones'. Los Angeles Times.
  33. Game of Thrones: Season 2. Metacritic. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  34. Tucker, Ken (23 de março de 2012). Game Of Thrones (2012). Entertainment Weekly. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  35. Goodman, Tim (27 de março de 2012). 'Game of Thrones' Season 2: TV Review. The Hollywood Reporter. Página visitada em 13 de abril de 2012.
  36. Genzlinger, Neal (29 de março de 2012). They Just Can’t Wait to Be King. The New York Times. Página visitada em 13 de abril de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]