Ganso-africano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGanso-africano
Anser cygnoides-Beijing.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Anseriformes
Família: Anatidae
Género: Anser
Espécie: A. cygnoides
Nome binomial
Anser cygnoides
(Lineu, 1758)

O ganso-africano (Anser cygnoides) é uma ave anatídea em perigo de extinção no estado selvagem, em virtude do alto grau de domesticação de difusão ao longo de vários países.

O ganso-africano ocorre na Eurásia e África. É uma ave migratória, com zona de nidificação natural é na Mongólia, zona Norte da China e zona sul da Federação Russa. Esta espécie vive ao longo de charcos, lagos e rios próximos a campinas e pradarias. Vivem cerca de dezoito anos, atingindo sua maturidade sexual no primeiro ano. Os casais que se formam duram pela vida toda. Fazem seus ninhos no solo, podendo colocar até quarenta ovos por ninhada. Alimentam-se de gramíneas, folhagens, sementes, frutos e pequenos insetos. São presas freqüentes de raposas, felinos e aves de rapina.

Os gansos-africanos são apreciados e admirados no mundo todo, seja pela culinária (em França são a fonte do fois gras) como pela inúmera gama de atributos e simbologias que lhes são conferidos.

Simbologia[editar | editar código-fonte]

Na China, o ganso-africano, ao contrário do ganso-doméstico que significa fidelidade conjugal, era o sinal de que a mulher deveria abrir mão de seu pudor sexual diante de seu homem, revelando também uma conotação de sexualidade e fertilidade dessa ave.

No Egito Antigo, os gansos-africanos eram vistos como mensageiros entre o céu e a terra, como também o símbolo da chegada da primavera, a ponto de se fazerem rituais de solturas de quatro gansos, um em cada ponto cardeal para celebrar a ascensão de um novo faraó.

A constante vigilância dos gansos também deu a eles o cargo de sentinelas, que é usado desde a Roma antiga quando se criavam gansos ao redor de templos sagrados, como nos dias de hoje se faz em locais estratégicos com avançadíssimos sistemas de segurança como a ANASA no Estados Unidos.

Na Rússia o ganso é a forma metaforizada de mulher desejada e em muitas culturas ocidentais é símbolo de carinho e amor maternal, a exemplo dos Contos da Mãe Gansa.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) BirdLife International (2006). Anser cygnoides. 2006 IUCN Red List of Threatened Species. IUCN 2006. Acesso a 16.10.2007.