Gare Marítima de Alcântara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada principal da Gare Marítima de Alcântara

A Gare Marítima de Alcântara localizada na freguesia de Alcântara em Lisboa, é um edifício portuário junto à foz do Rio Tejo.

Também designada por Estação Marítima de Alcântara, foi projectada pelo arquitecto Pardal Monteiro e edificada em 1943, no âmbito da modernização dos portos que servem Lisboa.

Estrutura da gare[editar | editar código-fonte]

A sua estrutura é feita em betão armado e dispõe de um piso térreo e de um piso superior. Ao nível do piso superior, do lado do rio, existe um passadiço ou terraço apoiado em colunas. Esse terraço tem um comprimento bastante maior do que o edifício propriamente dito.

Salão[editar | editar código-fonte]

Em 1945, na sala de espera da gare, foram inaugurados oito frescos (dois trípticos e duas pinturas isoladas) de autoria de Almada Negreiros.

Nota[editar | editar código-fonte]

  • Os estudos para o trípticos (Nau Catrineta de 1944 e Marinheiros de 1943) fazem parte do espólio do Museu do Chiado[1]
  • A Gare é considerada pelo IGESPAR como património "Em Vias de Classificação"[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Os anos 40 e 50 na Colecção do Museu do Chiado - MNAC (em pt). Visitado em 7 de Outubro de 2011.
  2. Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico. Pesquisa de Património / Gare Marítima de Alcântara - detalhe (em pt). Visitado em 7 de Outubro de 2011.