Gary Coleman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Gary Coleman
Gary Coleman
Nome completo Gary Wayne Coleman
Nascimento 8 de Fevereiro de 1968
Zion, Illinois,
 Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos Estado-unidense
Morte 28 de Maio de 2010 (42 anos)
Provo, Utah,
 Estados Unidos
Ocupação Ator e Comediante
Atividade 1978 - 2010

Gary Wayne Coleman (Zion, 8 de fevereiro de 1968Provo, 28 de maio de 2010) foi um ator americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi protagonista da série Diff'rent Strokes (Arnold, no Brasil). Devido a uma disfunção renal que o impossibilitou de crescer, ele parecia ser uma criança de oito anos até o último ano da série, 1986. Tornou-se astro da noite para o dia, aparecendo em comerciais e estrelando em 1982 o seu próprio desenho animado - The Gary Coleman Show (exibido no Brasil pela Rede Manchete, com o nome Andy, o Anjinho da Guarda).

Com o fim de Diff'rent Strokes em 1986, Gary passou a fazer pequenas aparições em séries e filmes, até que foi sendo esquecido pelos produtores e pelo seu público. Tentou suicídio duas vezes e mais tarde processou seus pais e empresário, por roubarem todo o seu dinheiro. Quando estava em um shopping de Los Angeles, esmurrou uma , que insistentemente queria seu autógrafo. Foi preso e processado a pagar as despesas médicas da vítima. Fez uma rápida aparição em The Fresh Prince of Bel-Air (Um Maluco no Pedaço, no Brasil), onde ele e seu pai vão à mansão dos Banks no intuito de comprá-la.

Em 2001, falido e com dívidas, arrumou um emprego como segurança também em um shopping de Los Angeles. Em 2003 concorreu ao governo da Califórnia e perdeu para um outro ator, Arnold Schwarzenegger. Desde então, fez aparições esporádicas na TV. A última foi na série Drake & Josh (também exibida pelo canal Nickelodeon), no episódio "The Gary Coleman Grill", em uma gozação com o famoso George Foreman Grill e até virando personagem de Postal²: Share the Pain. Gary também fez uma pequena aparição em dois episódios da série My Wife and Kids (Eu, a Patroa e as Crianças, no Brasil), onde seu nome era mencionado no sonho de Michael Kyle (personagem de Damon Wayans): "Kady será baixinha e bonitinha pra sempre, assim como Gary Coleman", em outro onde é carregado por Shaquille O'Neal e em outro quando aparece como um entregador de pizza. Também é citado no seriado Everybody Hates Chris (Todo mundo odeia o Chris no Brasil) no episódio em que Chris e Greg matam aula para ir ao cinema e no episódio em que Chris ouve e conta piadas.

Gary Coleman em 2007

Por possuir uma disfunção nos rins, o ator não cresceu e media 1,42 m. Após a série Arnold esteve envolvido em várias confusões veiculadas em tabloides como tentativas de suicídio, processos contra seu empresário e pais e desavenças com fãs.[1]

Morte[editar | editar código-fonte]

Gary Coleman morreu em 28 de maio de 2010, aos 42 anos, em sua casa em Provo, Utah. A saúde do ator havia piorado desde sua internação no dia 27 de maio. Coleman teria caído da escada de sua casa, localizada na cidade de Santaquin, próxima a Salt Lake City, e sofrido uma hemorragia craniana. De acordo com o site especializado em notícias de celebridades TMZ, Coleman teria caído e batido a cabeça. Segundo a página, o ator de 42 anos já teria sofrido duas convulsões no mesmo ano, uma delas durante uma entrevista de TV.[2] Há rumores que a queda possa ter sido provocada, ou seja, foi empurrado pela escada abaixo.
Uma curiosidade é que até junho do mesmo ano o corpo do ator não tinha sido enterrado, segundo o 'Popcrunch', disputas jurídicas entre os pais do ator e sua ex-mulher impedem que o enterro se realizasse.[3] Quando então a justiça decidiu, e todos os planos de sepultamento foram cancelados, e seguindo os desejos do ator, seu corpo foi cremado em cerimônia privada[4] .

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Notas
1980 Scout's Honor
1981 On the Right Track
1982 Jimmy the Kid
1983 The Kid with the 200 I.Q.
1985 Playing with Fire
1994 Party Curta-metragem; Coleman também foi produtor-associado
S.F.W.
1996 Fox Hunt
1997 Off the Menu: The Last Days of Chasen's Documentário
1998 Dirty Work Participação especial como ele mesmo
1998 Like Father, Like Santa Duende supervisor
2000 The Flunky
Shafted!
2002 Frank McKlusky, C.I. Participação especial
2003 Dickie Roberts: Former Child Star Participação especial
2004 Chasing the Edge Participação especial; curta-metragem
Save Virgil Curta-metragem
2005 A Christmas Too Many
2006 Church Ball
2008 An American Carol
2009 Midgets vs. Mascots Ele mesmo

Televisão[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]