Gary McKinnon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gary
Nome completo Gary McKinnon
Pseudônimo(s) SOLO
Nascimento 10 de fevereiro de 1966 (48 anos)
Glasgow, Escócia
Nacionalidade Escocês
Ocupação Hacker

Gary McKinnon (Glasgow, 11 de fevereiro de 1966) é um hacker escocês[1] acusado pelos Estados Unidos de perpetrar o "maior ataque de todos os tempos a um computador militar".[2] Depois de várias audiências realizadas em julho de 2006 no Reino Unido, foi decidido que ele deveria ser extraditado para os Estados Unidos. Seus advogados apelaram contra esta decisão em um recurso impetrado na High Court de Londres em fevereiro de 2007.

Biografia[editar | editar código-fonte]

McKinnon é acusado de ter acessado ilegalmente e danificado 53 computadores do exército americano, da aeronáutica, do Pentágono e da Agência Espacial Americana (Nasa) entre fevereiro de 2001 e março de 2002.[2] Perseguido em 14 Estados americanos, por oito acusações, "McKinnon é acusado de ter cometido o maior ato de pirataria em informática de todos os tempos", disse o promotor do Estado da Virgínia, Paul McNulty,

Uma das atas de acusação destaca que algumas das informações recolhidas por McKinnon podiam ser "diretamente ou indiretamente úteis a um inimigo" dos Estados Unidos. De acordo com Washington, os prejuízos causados por McKinnon se elevam a um milhão de dólares.

Porém, Gary McKinnon, conhecido como "Solo" no mundo dos hackers,[3] afirma que as autoridades americanas se enganaram sobre suas reais motivações. "Ele não nega que algo tenha acontecido, não nega ter acessado o sistema de informática deles", declarou sua advogada, Karen Todner. "Seu motivo era duplo: comprovar a existência dos OVNI e demonstrar as falhas de segurança do sistema americano", explica Todner.

Em 2009 a Alta Corte rejeitou o recurso apresentado pelos advogados de Gary McKinnon - um desempregado de 43 anos qualificado pela justiça americana como o "maior hacker de todos os tempos" -, contra a decisão da ministra do Interior, Jacqui Smith, que, em outubro de 2008, deu luz verde a sua extradição para os Estados Unidos.2

Em um veredicto de 41 páginas, os juízes estimaram nesta sexta-feira que a extradição era uma "resposta legal e proporcional a sua ofensa".

McKinnon é portador da Síndrome de Asperger, o que pode ser o motivo da habilidade sobre-humana.

É dito que McKinnon pode ser um dos familiares de Hermes, um Hacker ainda não identificado e considerado "O Maior Hacker do Mundo" sendo procurado em mais de 30 estados americanos e em diversos países europeus, africanos, asiáticos e até mesmo na Oceania. Este por outro lado jamais foi identificado e não se sabe se o nome "Hermes" é um pseudônimo ou o seu nome real.

Referências

  1. Maddox, David (01 de dezembro de 2010). Wikileaks: US 'no deal' to Gordon Brown's plea to keep Scots hacker in UK (em inglês) The Scotsman. Visitado em 15 de julho de 2013.
  2. a b Boyd, Clark (30 de julho de 2008). Profile: Gary McKinnon (em inglês) BBC News. Visitado em 15 de julho de 2013.
  3. Gary McKinnon profile: Autistic 'hacker' who started writing computer programs at 14 (em inglês) The Daily Telegraph (23 de janeiro de 2009). Visitado em 15 de julho de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.