Gato-tigre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicagato-tigre
SpottedQuoll 2005 SeanMcClean.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Marsupialia
Ordem: Dasyuromorphia
Família: Dasyuridae
Género: Dasyurus
Espécie: D. maculatus
Nome binomial
Dasyurus maculatus
Distribuição geográfica
Distribuição do gato-tigre:D.m. gracilis e D.m. maculatus.
Distribuição do gato-tigre:
D.m. gracilis e D.m. maculatus.

O gato-tigre (Dasyurus maculatus) é um mamífero marsupial carnívoro, natural da Austrália. Os machos chegam a pesar 7 kg e as fêmeas 4 kg, dos marsupiais predadores existentes só perde para o diabo-da-tasmânia (Sarcophilus), que, como o próprio nome indica só é encontrado na Tasmânia. É o maior marsupial carnívoro da Austrália continental e é considerado um superpredador.

  • Nome Popular: Gato-tigre ou Quoll-de-cauda-pintada
  • Nome Científico: Dasyurus maculatus (Kerr, 1792)
  • Sinônimo do nome científico da espécie: Mustela novaeholandiae; Dasyurus ursinus;

Características[editar | editar código-fonte]

O gato-tigre mede cerca de 35–75 cm de comprimento e tem uma cauda de cerca de 34–50 cm. É também 50% maior do que as outras espécies de quolls. As fêmeas são menores do que os machos: enquanto as fêmeas crescem a quatro quilos, os machos podem atingir até sete quilos. Como outros quolls, esta espécie tem o pelo espesso, marrom ou preto, com pelos mais claro na parte inferior. Pequenas manchas brancas cobrem o corpo, incluindo a cauda peluda, que também podem ter uma ponta branca. Tem um focinho pontudo, com narinas rosea úmida, olhos brilhantes e dentes afiados. Sulcos nas almofadas das patas lhes permitem subir em árvores.

Esta espécie foi descrita pela primeira vez em 1792 por Robert Kerr, o escritor e naturalista escocês, que colocou-a no gênero Didelphis, que inclui várias espécies de gambás americano. O nome da espécie, maculatus, indica que esta espécie é toda manchada.

Hábitos alimentares[editar | editar código-fonte]

Este quoll alimenta-se de uma grande variedade de presas, incluindo: insetos, pássaros, ratos, répteis e anfíbios mas também ataca presas maiores como: , lebres, patos, gansos, vombats, coalas e até cangurus.

Características de reprodução[editar | editar código-fonte]

Produz uma ninhada por ano, com 4 ou 6 filhotes. O período de gestação é de cerca três semanas. A bolsa se desenvolve durante a época de reprodução, e é aberta para a cauda. Os filhotes permanecem na bolsa de sua mãe por cerca de sete semanas, e que leva cerca de 18 semanas para se tornarem independentes da mãe. A maturidade sexual é atingida após um ano. O quoll pode viver até 4 ou 5 anos.

Habitat[editar | editar código-fonte]

Florestas tropicais e temperadas, savanas tropicais do leste da Austrália;

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

Leste de Queensland, Leste de Nova Gales do Sul, leste e sul de Victoria, sudeste da Austrália Meridional, Tasmânia.

Subespécies[editar | editar código-fonte]

  • Subespécie: Dasyurus maculatus bowlingi (Spencer e Kershaw, 1910)

Nome popular da subespécie: Gato-tigre da ilha King;

Sinônimo do nome científico da subespécie: Dasyurus bowlingi;

Local: Ilha King, no Estreito de Bass;

  • Subespécie: Dasyurus maculatus gracilis (Ramsay, 1888)

Nome popular da subespécie: Gato-tigre de Queensland;

Sinônimo do nome científico da subespécie: Dasyurus gracilis;

Local: nordeste tropical de Queensland;

  • Subespécie: Dasyurus maculatus maculatus (Kerr, 1792)

Nome popular da subespécie: Gato-tigre da Austrália continental;

Sinônimo do nome científico da subespécie: Dasyurus macrourus; Mustela novaehollandiae;

Local: Nova Gales do sul, Queensland; Austrália Meridional, Victória e Tasmânia;

  • Subespécie: Dasyurus maculatus novaehollandiae? (Meyer, 1793)

Sinônimo do nome científico da subespécie: Mustela novaehollandiae;

Nota: Considerado sinônimo de Dasyurus maculatus;

Local: Nova Gales do sul;

Referências

Fonte[editar | editar código-fonte]