Gavião-de-penacho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGavião-de-penacho
Spizaetus ornatus crop.png

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Accipitriformes[1]

Falconiformes

Família: Accipitridae
Género: Spizaetus
Espécie: S. ornatus
Nome binomial
Spizaetus ornatus
( Daudin, 1800)

O gavião-de-penacho (Spizaetus ornatus) é um gavião florestal, da família dos acipitrídeos. É considerado pelo IBAMA como ameaçado de extinção no Brasil, mas não é tido como espécie globalmente ameaçada pela IUCN. Também é conhecido pelos nomes de apacanim, inapacanim e urutaurana.

Características[editar | editar código-fonte]

Mede cerca de 67 cm de comprimento e 140 cm de envergadura.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Caça aves, pequenos mamíferos (ratos, mucuras) e répteis (cobras, lagartos), que captura tanto no solo quanto nos galhos da copa.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Realiza vôos de acasalamento um ou dois meses antes do início da postura dos ovos, quando a fêmea permanece em poleiros nas proximidades do ninho, construído no topo de árvores com alturas que variam de 16 a 30 metros, normalmente em bifurcação primária ou secundária, é uma imensa plataforma de galhos secos que ultrapassam 1 metro de comprimento e largura.. No Brasil, a época reprodutiva se inicia em agosto com os trabalhos de retoque do ninho. A postura é de único ovo, sendo incubado durante 48 a 51 dias. A fêmea fica responsável pela incubação no ninho sendo alimentada pelo macho, como acontece com outras espécies do gênero e outras águias de grande porte. O filhote abandona o ninho com mais de 80 dias, mas permanece no sítio reprodutivo e dependendo dos pais por, cerca de 15 meses, fazendo com que haja um intervalo de pelo menos dois anos entre uma reprodução e outra.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Espécie incomum, habita florestas primárias densas, bordas de florestas e florestas de galeria. Tornou-se raro na Mata Atlântica. Encontrado com maior freqüência próximo à clareiras naturais.Existem relatos de gaviões-de-penacho em são paulo,no parque severo gomes e nas suas proximidades

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

Todo o Brasil e também do México à Argentina.

Referências

  1. Raptors (em inglês) IOC World Bird List.. Página visitada em 15 de Outubro de 2010.