Gene Loves Jezebel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gene Loves Jezebel
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Rock alternativo, Rock gótico
Período em atividade 1980 - Actualmente
Gravadora(s) David Geffen Co., Situation 2, Triple X, Blessmomma
Integrantes
Jay Aston, Michael Aston, Ian Hudson, Julianne Regan, Dick Hawkins, Peter Rizzo, John Murphy, Steve Goulding, Marcus Gilvear, James Stevenson, Chris Bell

Gene Loves Jezebel é uma banda de rock, com influências góticas, formada em Londres no ano de 1981 pelos irmãos gêmeos Michael Aston e Jay Aston. Os outros integrantes da banda foram sendo recrutados e mudados conforme as afinidades e diferenças com os irmãos Aston.

História[editar | editar código-fonte]

A origem da banda remonta ao ano de 1980, quando os irmãos Aston se juntaram a Ian Hudson (guitarra) e, com apoio de uma caixa de ritmos, formam os Slav Arian. Quando esta formação viaja do sul do País de Gales para Londres, resolvem alterar o nome para Gene Loves Jezebel.

O primeiro álbum Promise foi lançado em 1983 e chegou ao #1 da parada independente inglesa.

O segundo álbum Immigrant chegou às lojas em 1985 e foi direto para o topo da parada independente, novamente. Diante deste sucesso, a banda resolveu que já era a hora de fazer uma turnê pelos Estados Unidos. Logo em seguida, o famoso selo musical Beggar's Banquet assinou um contrato com o grupo e o sucesso popular, finalmente, chegou para a banda.

O terceiro álbum Discover (1986) marca o sucesso da banda, chegando novamente ao topo da tabela independente. Tiveram uma boa promoção de divulgação por parte da gravadora, os clipes clássicos da músicas Desire e Sweetest thing tomaram a MTV de assalto e finalmente, a parada de sucessos. Na parada oficial da Inglaterra, a música Sweetest thing chegou ao #75. O novo disco entrou direto no #1 da parada independente e fez muito sucesso nas famosas college radios americanas que tocavam o que existia de melhor em matéria de rock.

Em 1987, a banda lança o seu quarto álbum, The House of Dolls. O som da banda afasta-se do originalmente gótico, tornando-se progressivamente pop, o que leva Michael Aston a deixar o grupo, em 1989.

Os dois álbuns seguintes, Kiss of Life (1989) e Heavenly Bodies (1993), seriam de sucesso nas tabelas norte-americanas e europeias.

Michael Aston contrata novos musicos e continua utilizando o nome da banda, criando uma batalha na justiça sobre o dominio do nome, mesmo não sendo o verdadeiro Gene Loves Jezebel ele grava mais três álbuns de estúdio,Love Lies Bleeding(1999),Giving Up The Ghost (2001), e Exploding Girls (2003)

Já o verdadeiro Gene Loves Jezebel com os membros originais estão parados desde o álbum "VII" (1999), e programam um novo trabalho para o fim de 2008.

A batalha entre os irmãos sobre o dominio do nome GLJ ainda continua...

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns originais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]