Genebra (rainha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rainha Genebra, por William Morris

Genebra ou Ginebra (Guinevere em inglês, Gwenhwyfar em galês) é um personagem mitológico-literário, rainha consorte do Rei Artur nas lendas do Ciclo Arturiano da Matéria da Bretanha.

Lenda e literatura[editar | editar código-fonte]

Uma das mais antigas lendas arturianas é a que trata do rapto de Ginebra por Meleagant (também chamado Melyagaunce ou Melwas), história que aparece na Vida de S. Gildas (c. 1130), de Caradoc de Llancarfan, e na obra galesa Diálogo de Melwas e Gwenhwyfar.1 O rapto é também central na obra de Chrétien de Troyes, Lancelote, o Cavaleiro da Carreta, assim como em Le Morte d'Arthur de Thomas Malory (1485).1 Genebra também é mencionada em algumas Tríades galesas e o conto Mabinogion.

Genebra é sobretudo conhecida pelo seu romance proibido com Lancelote, um dos principais cavaleiros da Távola Redonda, o que leva à queda do reino do rei Artur.2 Esse episódio é retratado pela primeira vez na obra de Lancelote, o Cavaleiro da Carreta e retomado em quase todas as obras do Ciclo Arturiano. A sua traição a Artur leva à queda do reino.

Referências

  1. a b Guinevere no Project Camelot da Universidade de Rochester
  2. Lancelot no Project Camelot da Universidade de Rochester