Gennaro Granito Pignatelli di Belmonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gennaro Granito Pignatelli di Belmonte
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais

Título

Cardeal-bispo de Ostia e Albano
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 5 de junho de 1879
Nomeado Arcebispo 26 de novembro de 1899
Cardinalato
Criação 27 de novembro de 1911, pelo Papa Pio X
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados Pessoais
Nascimento Flag of the Kingdom of the Two Sicilies 1816.gif Nápoles
10 de abril de 1851
Falecimento Vaticano Roma
19 de fevereiro de 1948 (96 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Gennaro Granito Pignatelli di Belmonte (Nápoles, 10 de abril de 1851 - Roma, 19 de fevereiro de 1948) foi um cardeal e diplomata italiano, Decano do Colégio dos Cardeais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era de família nobre, filho de Angelo Granito, 4.º marquês de Castellabate e Paolina Francesca Pignatelli e Aymerich, princesa de Belmonte e 9.º duquesa de Acerenza. Dessa forma, foi de jure príncipe de Belmonte. Doutorou-se em Teologia em 1878. Em 5 de junho de 1879, foi ordenado padre.

Vida religiosa[editar | editar código-fonte]

Enquanto padre, fez parte das missões papais na coroação do Czar Nicolau II da Rússia e no aniversário de sessenta anos de reinado da rainha Vitória do Reino Unido, pois era prelado doméstico de Sua Santidade.

Em 1899, foi nomeado núncio apostólico na Bélgica, sendo consagrado em 26 de novembro, recebendo o título de arcebispo-titular de Edessa in Macedonia. Em 1904, á transferido para o Império Austro-Húngaro, onde fica até 1911, quando resigna-se. Nesse mesmo ano, é o enviado papal para a coroação do Rei Jorge V do Reino Unido.

Em 27 de novembro, é criado cardeal pelo Papa Pio X, recebendo o barrete cardinalício e o título de Santa Maria dos Anjos no mesmo dia. Participa do Conclave de 1914, que elegeu o Papa Bento XV. Em 1915, passa a ordem do cardeal-bispo de Albano e no ano seguinte, é nomeado camerlengo, cargo que exerce até 1919. Participa do Conclave de 1922, que elegeu o Papa Pio XI. Em 1929, assume a Sé Suburbicária de Óstia, tornando-se o Decano do Colégio dos Cardeais. Assim, preside o Conclave de 1939, que elegeu o Papa Pio XII.

Morreu de complicações na bexiga pela idade avançada, em seu apartamento decorado com simplicidade na casa histórica de Santa Marta, no Vaticano. Na época da sua morte, era o único cardeal nomeado por Pio X ainda vivo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Anton Josef Gruscha
Cardeal.
Cardeal-padre de Santa Maria dos Anjos

19111915
Sucedido por
Alfonso Maria Mistrangelo
Precedido por
Antonio Agliardi
Cardeal.
Cardeal-bispo de Albano

19151948
Sucedido por
Giuseppe Pizzardo
Precedido por
Antonio Vico
Camerlengo.svg
Camerlengo do colégio dos cardeais

1916-1919
Sucedido por
Basilio Pompilj
Precedido por:
Vicenzo Vannutelli
Brasão arquiepiscopal.
Cardeal-bispo de Óstia

Sucedido por:
Francesco Marchetti Selvaggiani
Deão do Sacro Colégio dos Cardeais
19301948