Os Homens Preferem as Loiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gentlemen Prefer Blondes
Os Homens Preferem as Loiras (PT/BR)
 Estados Unidos
1953 • cor • 91[1] min 
Direção Howard Hawks
Produção Sol C. Siegel
Roteiro Charles Lederer
Baseado em Gentlemen Prefer Blondes de Anita Loos e Joseph Fields
Elenco Jane Russell
Marilyn Monroe
Elliott Reid
Tommy Noonan
Taylor Holmes
Gênero Musical, Comédia romântica
Idioma Inglês, Francês
Música Hoagy Carmichael
Jule Styne
Eliot Daniel
Lionel Newman
Cinematografia Harry J. Wild
Edição Hugh S. Fowler
Estúdio 20th Century Fox[2]
Distribuição 20th Century Fox
(1953) (EUA) (cinema)
20th Century Fox
(2001) (EUA) (DVD)
20th Century Fox
(2004) (Brasil) (DVD)[3]
Lançamento Estados Unidos 15 de julho de 1953
Portugal 27 de dezembro de 1954[4]
Orçamento US$ 2,260,000[5]
Receita US$ 5.1 milhões
(EUA/Canadá)[6] [7]
Página no IMDb (em inglês)

Gentlemen Prefer Blondes (br/pt: Os Homens Preferem as Loiras) é um filme americano de 1953, do gênero musical, lançado pela 20th Century Fox,[3] dirigido por Howard Hawks,[8] e estrelado por Marilyn Monroe, Jane Russell e Charles Coburn, com Charles Coburn, Elliott Reid, Tommy Noonan, George Winslow, Taylor Holmes, e Norma Varden nos papéis coadjuvantes/secundários.

O roteiro, escrito por Charles Lederer,[9] foi baseado no musical da Broadway de 1949 de mesmo nome, dirigido por John C. Wilson, com Carol Channing como Lorelei Lee, o qual foi escrito por Anita Loos e Joseph Fields.[9] A peça musical foi baseada em Gentlemen Prefer Blondes: The Intimate Diary of a Professional Lady (Os Homens Preferem as Loiras: O Diário Íntimo de uma Dama Profissional), um romance de 1925 de Anita Loos.[9] O livro foi adaptado para os palcos em 1926, e posteriormente em um filme mudo em 1928, estrelado por Ruth Taylor, Alice Branco, Ford Sterling, e Mack Swain, o qual foi perdido.

Enquanto o humor afiado e pé no chão de Russell foi notado pela maioria dos críticos, é a encarnação de Monroe como a caçadora de fortunas Lorelei Lee pelo qual o filme é frequentemente lembrado.[10] A versão de Marilyn Monroe da canção "Diamonds Are a Girl's Best Friend" e seu vestido cor de rosa são considerados icônicos, e a performance da música inspirou homenagens de Madonna, Geri Halliwell, Kylie Minogue, Nicole Kidman, Anna Nicole Smith, Christina Aguilera, e James Franco.

O filme é repleto de atos cômicos e números musicais, coreografados por Jack Cole, enquanto que a música foi escrita pelas equipes de compositores Hoagy Carmichael & Harold Adamson e Jule Styne & Leo Robin. As canções de Styne & Robin são do show da Broadway, ao passo que as canções de Carmichael & Adamson foram escritas especialmente para o filme.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Marilyn Monroe como Lorelei Lee

Lorelei Lee (Marilyn Monroe) e Dorothy Shaw (Jane Russell) são coristas e melhores amigas. Lorelei tem uma paixão por diamantes, sabendo que atrair um marido rico é uma das únicas maneiras que uma mulher dos anos 1950 pode ter sucesso economicamente. Ela está noiva de Gus Esmond (Tommy Noonan), um ingênuo nerd disposto a fazer ou comprar qualquer coisa por ela. Ele, no entanto, está sob o controle de seu pai, que é rico e de classe alta. Dorothy, por outro lado, está à procura de um tipo diferente de amor, atraída apenas por homens bonitões e em boa forma.

Lorelei planeja se casar com Gus na França, mas o Sr. Esmond, o pai, impede seu filho de embarcar no navio, acreditando que Lorelei não é boa para ele. Embora o trabalho de Lorelei exija que ela vá para a França com ou sem Gus, antes dela partir, Gus lhe dá uma carta de crédito para cobrir as despesas, e promete se juntar a ela mais tarde na França. No entanto, ele também adverte-a que se comporte, observando que seu pai irá proibir o casamento se rumores de mau comportamento chegarem aos ouvidos do Sr. Esmond. Sem o conhecimento do casal, o Sr.Esmond contratou um detetive particular, Ernie Malone (Elliott Reid), para espionar Lorelei.

Durante a travessia do Atlântico, Malone imediatamente se apaixona por Dorothy, mas Dorothy já está encantada pelos membros da equipe de atletismo olímpico. Lorelei encontra o rico e tolo Sir Francis "Piggy" Beekman (Charles Coburn), dono de uma mina de diamantes, e fica atraída por sua riqueza; embora Piggy seja casado, Lorelei ingenuamente retribui seus flertes geriátricos, o que irrita a esposa dele, Lady Beekman (Norma Varden).

Lorelei convida Piggy à cabine que ela divide com Dorothy, onde ele narra suas viagens à África. Enquanto Piggy demonstra como uma cobra píton aperta um bode abraçando Lorelei, Malone espia pela janela e tira fotos dos dois, mas é pego por Dorothy enquanto se afasta displicentemente. Ela conta a Lorelei, que teme por sua reputação. Elas bolam um plano para dopar Malone e depois revistá-lo para recuperar o filme incriminador, enquanto ele está inconsciente. Elas encontram o filme em suas calças, então Lorelei imediatamente retira e esconde os negativos. Revelando seu sucesso a Piggy, ela o convence a lhe dar a tiara de Lady Beekman como um presente de agradecimento. Porém, Malone revela que ter plantado um dispositivo de gravação na cabine de Lorelei, e ter ouvido sua conversa com Piggy sobre as fotos e a tiara. Malone insinua que Lorelei é uma caçadora de fortunas e, quando Dorothy o repreende por suas ações, admite que ele próprio é um mentiroso. No entanto, Dorothy revela a Lorelei que ela está se apaixonando por Malone, e depois Lorelei se pune por ter escolhido um homem pobre quando poderia facilmente ter um homem rico.

Jane Russell como Dorothy Shaw

O navio chega à França, e Lorelei e Dorothy passam seu tempo fazendo compras. No entanto, a dupla é expulsa de seu hotel e descobre que a carta de crédito de Lorelei foi cancelada devido às informações que Malone passou para o Sr. Esmond. Quando Gus aparece no show delas, Lorelei o rejeita, e depois canta Diamonds are a Girl's Best Friend, o número musical cuja letra explica como e por que as mulheres precisam ir atrás de homens com dinheiro. Enquanto isso, Lady Beekman presta queixa quanto à sua desaparecida tiara, e Lorelei é acusada de roubo. Dorothy convence Lorelei a devolver a tiara, mas a dupla descobre ela sumiu da caixa de jóias dela. Piggy tenta negar sua participação no assunto quando Malone o pega no aeroporto.

Dorothy ganha tempo no tribunal fingindo ser Lorelei, disfarçada com uma peruca loira e imitando a voz sussurrada e maneirismos de sua amiga, ela faz um numero musical. Quando Malone aparece no tribunal e está prestes a desmascarar "Lorelei" como Dorothy, ela revela para Malone, em linguagem secreta, que ela, Dorothy, o ama, mas que nunca o perdoaria se ele fizesse qualquer coisa que prejudicasse sua melhor amiga, Lorelei. Malone retira seus comentários, mas depois revela que Piggy está com a tiara, exonerando Lorelei.

De volta à boate, Lorelei impressiona o Sr. Esmond com um discurso sobre o assunto de dinheiro patriarcal, e também faz um argumento que se o Sr. Esmond tivesse uma filha em vez de um filho, ele iria querer o melhor para ela, ao qual ele concorda e consente com o casamento de seu filho com Lorelei. O filme termina com um casamento duplo, de ambas Lorelei e Dorothy, que se casam Esmond e Malone, respectivamente.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Monroe e Jane Russell colocando suas assinaturas e suas mãos no Grauman's Chinese Theatre em 26 de Junho de 1953.[11]
Monroe e Jane Russell colocando suas assinaturas e suas mãos no Grauman's Chinese Theatre em 26 de Junho de 1953.[11]
Mãos e assinatura de Monroe e Russell, fotografada 58 anos depois.[12]
Mãos e assinatura de Monroe e Russell, fotografada 58 anos depois.[12]

Após o lançamento do filme em julho de 1953, Gentlemen Prefer Blondes foi recebido com elogios por ambos os críticos e o público. O filme arrecadou mais de cinco milhões e meio de dólares nas bilheterias e foi o nono filme de maior bilheteria de 1953, enquanto que o filme seguinte de Monroe, How to Marry a Millionaire foi o quarto.[6] Monroe e Russell foram ambas elogiadas por suas performances como Lorelei e Dorothy, e, como resultado, as personagens se tornaram extremamente populares na cultura pop.[13]

O site Rotten Tomatoes coletou 37 críticas, e deu ao filme uma pontuação de 97%,[14] enquanto que o cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder, declarou que Gentlemen Prefer Blondes é um dos dez melhores filmes já feitos.[15]

Honras[editar | editar código-fonte]

Como resultado do sucesso do filme, Monroe e Russell foram convidadas a colocar suas mãos e pés em cimento no Grauman's Chinese Theatre; um espetáculo que gerou muita publicidade para ambas as atrizes.[16]

Os Homens se Casam com as Morenas[editar | editar código-fonte]

Anita Loos escreveu uma continuação para seu romance intitulado But Gentlemen Marry Brunettes (Mas os Homens se Casam com as Morenas), com novas aventuras de Lorelei e Dorothy. O filme musical de 1955 Gentlemen Marry Brunettes ("Os Homens se Casam com as Morenas") utilizou apenas o nome do livro e foi estrelado por Russell e Jeanne Crain interpretando personagens que eram as filhas de Dorothy Shaw.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gentlemen Prefer Blondes (1953): Additional Details - Duration(mins) (em inglês) TCM. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  2. Gentlemen Prefer Blondes (1953): Additional Details - Production Co (em inglês) TCM. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  3. a b Gentlemen Prefer Blondes (1953): Company Credits - Distributors (em inglês) IMDb. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  4. Gentlemen Prefer Blondes (1953): Release Info - Release Dates (em inglês) IMDb. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  5. Aubrey Solomon. Twentieth Century-Fox: A Corporate and Financial History (em inglês). col: The Scarecrow Filmmakers Series, EUA: Scarecrow Press, 2002. 285 pp. p. 248. vol. 20. ISBN 9780810842441 Visitado em 08 de outubro de 2014.
  6. a b (13 de janeiro de 1954) Top Box-Office Hits of 1953 (em inglês). Variety. Nova York: Penske Business Media.
  7. (06 de janeiro de 1960) All Time Domestic Champs (em inglês). Variety: 34. Nova York: Penske Business Media.
  8. Gentlemen Prefer Blondes (1953): Cast & Crew - Director (em inglês) TCM. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  9. a b c Gentlemen Prefer Blondes (1953): Full Cast & Crew - Writing Credits (em inglês) IMDb. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  10. Gentlemen Prefer Blondes (1953): Movie Info (em inglês) Rotten Tomatoes Flixster. Visitado em 08 de outubro de 2014.
  11. From Marilyn to Julia, Audrey to Angelina – the most iconic beauties from the silver screen. GlamourMagazine.Co.UK, Retrieved March 27, 2010.
  12. The 2006 Motion Picture Almanac, Top Ten Money Making Stars Quigley Publishing Company. Visitado em August 25, 2008.
  13. Frank J. Prial. (06 de março de 2007). Voice of the Many, but Rarely Herself (em inglês). The New York Times. Nova York: New York Media. Visitado em 09 de outubro de 2014.
  14. Gentlemen Prefer Blondes (1953): TOMATOMETER (em inglês) Rotten Tomatoes. Visitado em 09 de outubro de 2014.
  15. Gentlemen Prefer Blondes (em inglês) artsemerson.org. Visitado em 09 de outubro de 2014.
  16. (17 de junho de 1953) Actresses Marilyn Monroe and Jane Russell putting signatures, hand and foot prints in cement at Grauman's Theater, 1953 (em inglês). Los Angeles Times. Los Angeles: Tribune Publishing. Visitado em 09 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Filmografia principal de Marilyn Monroe
The Asphalt Jungle (1950) | All About Eve (1950) | Niagara (1953) | Gentlemen Prefer Blondes (1953) | How to Marry a Millionaire (1953) | River of No Return (1954)  | The Seven Year Itch (1955)  | Bus Stop (1956) | The Prince and the Showgirl (1957) | Some Like it Hot (1959) | Let's Make Love (1960) | The Misfits (1961