Geografia da Região geoeconômica Centro-Sul do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Geografia da região geoeconômica Centro-Sul do Brasil é bastante diversificada, pois inclui a geografia das regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste brasileiro, por se tratarem de quase a mesma região, exceto o norte de Minas Gerais onde se localiza a região do Vale do Jequitinhonha.

Relevo[editar | editar código-fonte]

No extremo leste encontra-se um conjunto de terrenos elevados que são chamados de planaltos e serras do Atlântico-leste-sudeste. No litoral encontram-se as escarpas, que são terrenos acima de 1000 metros de altura, como a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira.

Na porção central localizam-se terras de baixas e médias altitudes, classificadas como planaltos e chapadas da bacia do Paraná. Essas áreas sofreram intensos derrames vulcânicos nas eras anteriores dando origem a um solo extremamente fértil.

No noroeste a paisagem é caracterizada pelos planaltos e serras de Goiás-Minas, que são um grande divisor de águas entre as bacias hidrográficas Amazônica, do Araguaia-Tocantins e do Paraná.

Na extremidade oeste localizam-se a planície e o pantanal mato-grossense. Na extremidade sul localizam-se os planaltos do Uruguai, que são banhados pelo rio Uruguai.

Clima[editar | editar código-fonte]

Essa região é caracterizada por vários climas diferentes, mas apenas três climas predominam em grande parte dos estados, sendo o clima subtropical, localizado em toda Região Sul e em parte do estado de São Paulo, o clima tropical, predominante na maior parte do Centro-Sul e o clima tropical de altitude, predominante em áreas serranas de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Possui as quatro estações bem definidas, com invernos frios e conturmiados e verões quentes e chuvosos. A temperatura supera os 30°C no verão e raramente caem para menos de 18°C. No inverno, a temperatura mínima no sul pode ser inferior a 10°C, principalmente em São Joaquim e região, na Serra Gaúcha (Gramado e Canela) e até em Curitiba.

No mês de Agosto (principalmente no final), uma massa de ar quente e seco predomina na região Sul e sudeste, o que faz o clima ser quente(podendo superar os 30°C até na região sul) e seco (chove menos de 40 mm nesse período).

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Cataratas do Iguaçu, à esquerda, o Brasil; à direita, a Argentina e, no centro, a Garganta do Diabo.

Nessa região estão localizadas muitas das bacias hidrográficas mais importantes do Brasil, destacando a Bacia do rio Paraná, a Bacia do Paraguai, a Bacia do Uruguai e a Bacia do Araguaia-Tocantins.

Nessa região também se encontra a nascente do rio São Francisco, bem como alguns afluentes que compõe a sua bacia hidrográfica.

Em São José dos Pinhais - PR há a nascente do Rio Iguaçu, um rio muito importante para a região, pois fornece água para os agricultores e na divisa com a Argentina vai para as Cataratas do Iguaçu, importante ponto turístico dessa região.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A Região Centro-Sul possui várias vegetações em regiões diferentes. Se destacam a Floresta Atlântica , onde possui alguns pequenos trechos preservados onde se preservam espécies de animais e vegetais em risco de extinção .

Outro ecossistema que se destaca é o Cerrado localizado em Goiás, Mato Grosso, parte de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e parte do centro-norte de São Paulo, caracterizado pelas árvores retorcidas com raízes profundas, caule muito duro e com folhas que secam no inverno.

No Paraná, no Rio Grande do Sul, e em Santa Catarina se destaca a Mata das Araucárias, que têm como característica arvores muito grandes que resistem ao frio da região e que produzem a sua semente conhecida como pinhão, que é usada nas festas tradicionais e muito apreciada no exterior.

Outro tipo de vegetação da região centro-sul é a Mata Tropical, que vêm sendo devastados em vem virtude da expansão das áreas de cultivo e de pastagens. Ela pode ser encontrada em todos os estados da região centro-sul,mas em pequena parte de Santa Catarina e Mato Grosso.

Obs.: O complexo do Pantanal só é encontrado nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Centro-Sul O Centro-Sul e o complexo regional de maior importância política e econômica do país. Neste estão situados a capital nacional, Brasília e as metrópoles onde se encontram a maior parte da produção e da riqueza do BRASIL: São Paulo e Rio de Janeiro.

Principais alterações do homem nessa região[editar | editar código-fonte]

No Centro-oeste , a ação humana sobre a paisagem natural foi e continua sendo intensa. A diversificada cobertura vegetal, resultante da variedade física (clima, solo, relevo), foi profundamente alterada. Em alguns casos, restam hoje menos de 5% dessa cobertura vegetal. Dentre os motivos dessa devastação, encontram-se: a introdução e a expansão da agropecuária; a exploração da madeira; o processo de urbanização e industrialização.