Geografia de Araraquara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O município de Araraquara localiza-se na parte elevada dos planaltos e chapadas da Bacia do rio Paraná, em altitudes que chegam a superar os 750 metros, e resultando em formas de relevo mais aplainadas (onde há rochas sedimentares) ou mais onduladas e formando espigões alongados (onde está a rocha basalto e o solo de terra roxa) é favorável ao desenvolvimento de uma rede hidrográfica muito numerosa.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Área[editar | editar código-fonte]

Altitude[editar | editar código-fonte]

Geomorfologia[editar | editar código-fonte]

Tipos de solos[editar | editar código-fonte]

  • Uma parcela do Município é ocupada por rochas sedimentares, destacando-se os arenitos e argilitos. Dentre os arenitos destacam-se os Arenitos Bauru, que se apresentam com Cimento Calcário dando origem a solos mais férteis do tipo Solos Podzolizados de Lins e Marília, encontráveis no Município, bem como o Latosol Vermelho Escuro, fase arenosa formada quando os arenitos se apresentam sem cimento calcário, normalmente argiloso, solos mais ácidos e menos férteis.
  • A predominação de rochas Efusivas Basálticas, caracterizadas pelo baixo teor de sílica e teores elevados de ferro e magnésio, responsáveis pela formação de solos com altos teores de óxido de ferro, titânio e manganês, textura argilosa, densidade real e elevada e cor avermelhada escura, tipo Latosol Roxo. Terra Roxa Estruturada e outros, determina a existência de extensa área de solos tipo Latosol Roxo.

Características do solo[editar | editar código-fonte]

Latosol roxo
  • São solos bons para a agricultura, com exceção daqueles que têm o cerrado como vegetação natural, pois apresentam pouca fertilidade. Sendo que, o perigo de erosão e as restrições para mecanização da lavoura são pequenos.
Latosol Vermelho/Amarelo
fase arenosa
  • Estes solos não são adequados para a agricultura, pois apresentam pouca fertilidade, são melhores para reflorestamento ou para pastagens. O perigo de erosão é pequeno e não há restrições para a mecanização da lavoura.
Solos podzolizados
  • São solos que favorecem à agricultura, embora apresentem problemas de fertilidade, quanto às medidas de conservação e às restrições à mecanização da lavoura, os problemas que apresentam são mais locais do que uma caracterização geral.

Regasol Intergrade para Podzólico Vermelho/Amarelo e Intergrade para Latosol Vermelho/Amarelo

  • Solos não adequados à agricultura, podendo apresentar graves problemas com respeito à fertilidade, sendo suscetíveis à erosão. Quanto à mecanização da lavoura, não há problemas. De forma geral, são mais apropriados para pastagens e reflorestamento; porém, dependendo das condições locais, poderão ser utilizados para a agricultura.
Solos hidromórficos
  • São solos regulares à agricultura. Apresentam problema por excesso de água, mas, quando drenados, tornam-se aproveitáveis, com restrições à fertilidade e ao uso de máquinas agrícolas.

Cobertura vegetal[editar | editar código-fonte]

Vegetação
  • A vegetação primária do município era de floresta Latifoliada Tropical que apresentava diversas espécies como a peroba, o pau d'alho, a figueira branca, vegetação característica das áreas de solos Latosol Roxo. Também registra a presença do cerrado em grande parte do município.

Topografia e geologia[editar | editar código-fonte]

Relevo
  • Como consequência da estrutura geológica, o relevo é levemente ondulado. A topografia se apresenta com características tabulares, pouco onduladas, aplainadas pelo trabalho da rede hidrográfica da bacia do Rio Tietê e o restante sendo 80% dos cursos d'água contribuintes do Rio Jacaré-Guaçu e 20% contribuintes da Bacia do Rio Moji-Guaçu.
  • Está situada numa área integrante do planalto Ocidental, planalto arenítico-basáltico, formado pelos derrames de lavas processadas durante o trássico ou jurássico com camadas intercaladas de arenitos do mesozóico. Como consequência da estrutura geológica, o relevo é levemente ondulado. A topografia se apresenta com características tabulares, pouco onduladas, aplanaidas pelo trabalho da rede hidrográfica, comandada pelo Rio Moji-Guaçu e cursos d'água da bacia do Rio Tietê.

Clima[editar | editar código-fonte]

Temperaturas

Demografia[editar | editar código-fonte]

(Fonte: IPEADATA)

Limites geográficos[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Bacia hidrográfica

Meio ambiente[editar | editar código-fonte]

  • Com 105 praças e ruas extremamente arborizadas, Araraquara tem dentro de sua área urbana um imenso bosque natural com 209,1 hectares de extensão, denominado Parque Pinheirinho, que dispõe de grande área de lazer para a população.
  • Araraquara apresenta hoje o invejável índice de 64,0 m² de área verde por habitante. Para se ter uma ideia mais concreta do que isso significa, a (OMS) Organização Mundial de Saúde, recomenda um índice de 12 m² por habitante. Portanto, Araraquara possui um percentual bem acima da maioria das cidades do Brasil e do mundo.
  • Uma (ETE) Estação de Tratamento de Efluentes trata 100% do esgoto da cidade, sendo que o (DAAE) é o responsável pela rede de água e esgoto do município.

Como chegar[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Mapa com as rodovias do estado de São Paulo. Em destaque (em vermelho), Rodovia Washington Luís
Rodoviário
Aéreo

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]