Geopolítica da Ásia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Por ser um continente que apresenta grandes diversidades econômicas, políticas, religiosas, étnicas e sociais, a Geopolítica da Ásia torna-se um campo propício à eclosão de conflitos de toda espécie. As principais zonas conturbadas são:

  • Oriente Médio: Esta região tem sido palco de sangrentos conflitos que se arrastam há anos, sem aparente solução imediata:
A conquista do Sinai por Israel, em 1943, foi uma grande perda para os árabes.
Esta aeronave foi destruída durante um confronto entre israelitas e Organização de Libertação da Palestina num aeroporto libanês. 01/10/1982
  • China e ex-União Soviética: Ambos os países adotam o regime socialista, mas seguem linhas de conduta política e econômica diversas, o que os faz entrar em conflito pelos mais variados motivos. Para agravar as relações, há o fato de possuírem milhares de quilômetros de fronteiras em comum, onde há vários pontos de litígio.
    Em 1989, as divergências entre os dois Estados aumentaram, pois enquanto a ex-União Soviética tentava uma aproximação com os países capitalistas e promovia eleições livres, a China sufocava reivindicações por maior liberdade no país.

Além desses conflitos, há ainda rebeliões internas nos seguintes países: Myanmar (onde elas se arrastam desde 1948), Camboja, Coreia do Norte, Laos, Vietnã e Sri Lanka, dentre outros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Antunes, Celso. Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania (em português). São Paulo: Scipione, 1991. 67-69 p. 4 vol. vol. 4. ISBN 85-262-1694-5

Ligações externas[editar | editar código-fonte]