George C. Williams

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George C. Williams
Biologia
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 12 de Maio de 1926 (88 anos)
Atividade
Campo(s) Biologia
Instituições SUNY-Stony Brook
Alma mater UCLA
Conhecido(a) por teorias sobre selecção natural
Influência(s) Richard Dawkins
Influenciado(s) Charles Darwin


O professor George Christopher Williams (nascido a 12 de Maio de 1926) é um biólogo evolutivo americano.

Williams é professor emérito de biologia na Universidade de Stony Brook. É conhecido pela suas vigorosas críticas à selecção de grupo. O trabalho de Williams nesta área, juntamente com W. D. Hamilton, John Maynard Smith e outros levaram ao desenvolvimento da visão da evolução centrada nos genes na década de 1960.

O artigo de 1957 de Williams Pleiotropy, Natural Selection, and the Evolution of Senescence é um dos mais influentes da biologia evolutiva do século XX, e contém treis ideias fundamentais[1] . A hipótese central de pleiotropia antagonística permanece como a explicação evolutiva prevalecente para a senescência. Neste artigo, Williams foi também o primeiro a propor que senescência deve ser geralmente sincronizada por selecção natural. De acordo com a sua formulação original

"if the adverse genic effects appeared earlier in one system than any other, they would be removed by selection from that system more readily than from any other. In other words, natural selection will always be in greatest opposition to the decline of the most senescence-prone system."

"se os efeitos génicos adversos aparecem mais cedo num sistema do que em qualquer outro, eles seriam removidos por selecção desse sistema mais depressa do que de qualquer outro. Em outras palavras, a selecção natural estará sempre em maior oposição ao declínio do sistema mais pendente à senescência."


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de Julho de 2010. Ajude e colabore com a tradução.

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Williams, G.C. 1966. Adaptation and Natural Selection Princeton University Press, Princeton, N.J.
  • Williams, G.C., ed. 1971. Group Selection Aldine-Atherton, Chicago.
  • Williams, G.C. 1975. Sex and Evolution. Princeton University Press, Princeton, N.J.
  • Paradis, J. and G.C. Williams. 1989. T.H. Huxley’s Evolution and Ethics: with New Essays on its Victorian and Sociobiological Context. Princeton University Press, Princeton, N.J.
  • Williams, G.C. 1992. Natural Selection: Domains, Levels, and Challenges. Oxford University Press, New York.
  • Nesse, R.M. and G.C. Williams. 1994. Why We Get Sick: the New Science of Darwinian Medicine. Times Books, New York.
  • Williams, G.C. 1996. Plan and Purpose in Nature. Weidenfeld & Nicolson, London (published in the U.S. in 1997 as The Pony Fish’s Glow: and Other Clues to Plan and Purpose in Nature. Basic Books, New York).


Artigos seleccionados[editar | editar código-fonte]

  • Williams, G. C. 1957. Pleiotropy, Natural Selection, and the Evolution of Senescence. Evolution 11;4: 398-411
  • Taylor, P. O. and G. C. Williams. 1984. Demographic parameters at evolutionary equilibrium. Canadian Journal of Zoology 62: 2264-2271.
  • Williams, G. C. 1985. A defense of reductionism in evolutionary biology. Oxford Surveys in Evolutionary Biology 2: 127.
  • Williams, G. C. 1988. Huxley's Evolution and Ethics in sociobiological perspective. Zygon 23: 383-438.
  • Williams, G. C. 2012. A package of information In J. Brockman, ed., The Third Culture, New York: Touchstone, pp. 38–50.

Referências

  1. Williams, G. C.. (1957). "Pleiotropy, Natural Selection, and the Evolution of Senescence". Evolution 11: 398–411.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]