George Ellery Hale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
George Ellery Hale
Astronomia
Hale em seu escritório, ca 1905
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Nascimento 29 de Junho de 1868
Local Chicago
Morte 21 de Fevereiro de 1938 (69 anos)
Local Pasadena
Atividade
Campo(s) Astronomia
Prêmio(s) Medalha Janssen (1894), Medalha de Ouro da RAS (1904), Medalha Henry Draper (1904), Medalha Bruce (1916), Prêmio Jules Janssen (1917), Medalha Elliott Cresson (1926), Medalha Franklin (1927), Medalha Copley (1932), Medalha Frederic Ives (1935)

George Ellery Hale (Chicago, 29 de Junho de 1868Pasadena, 21 de Fevereiro de 1938) foi um astrónomo estadunidense, especialmente conhecido pelo seu contributo na construção de grandes telescópios.

Biografia[editar | editar código-fonte]

George Ellery Hale estudou no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, no Observatório da Universidade de Harvard e na Universidade Humboldt de Berlim.

Em 1890 foi nomeado director do Observatório Kenwood de Astrofísica e leccionou Astrofísica na Universidade Beloit. Foi nomeado professor assistente na Universidade de Chicago até 1897, passando a professor a tempo inteiro nesta Universidade até 1905. Foi co-editor da revista Astronomy and Astrophysics (Astronomia e Astrofísica) entre 1892 e 1895. Após este projecto tornou-se editor do Astrophysical Journal (Jornal de Astrofísica).

Teve uma carreira bem sucedida como astrónomo, tendo inventado o espectroscópio solar, com o qual efectuou várias descobertas sobre as manchas solares, verificando que o seu número oscilava ao longo de períodos de onze anos. Dedicou-se também ao estudo dos campos magnéticos das manchas solares. A partir de 1892, ao colaborar com a Universidade de Chicago, começou a projectar um telescópio refractor de 102 centímetros para o Observatório de Yerkes. Mais tarde construiu dois grandes telescópios refractores, um com 2,5 metros para o Observatório do Monte Wilson, perto de Los Angeles, Califórnia, em 1917, e outro com 5 metros, batizado Telescópio Hale, para o Observatório do Monte Palomar, em Pasadena, Califórnia, em 1948.

O Telescópio Hale levou vinte anos a construir. O espelho principal é feito de vidro pirex, resistente ao calor e a químicos. Para prevenir que rachasse, foi deixado a arrefecer durante um ano inteiro antes de ser cuidadosamente polido até adquirir a curvatura exacta. Embora o processo de polimento tenha sido iniciado durante a vida de Hale, foi apenas terminado dez anos após a sua morte, ou seja, em 1948. Foi o maior telescópio refractor do mundo até 1974, quando a então existente União Soviética construiu um com 6 metros.

O trabalho de George Ellery Hale foi vital para o sucesso de Harlow Shapley, Edwin Hubble e de muitos outros astrónomos da primeira metade do Século XX, por planear e supervisionar a construção de potentes telescópios que tornaram possíveis as observações daqueles cientistas.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Prémios

Epônimos


Precedido por
Hermann Struve
Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society
1904
Sucedido por
Lewis Boss
Precedido por
Niels Bohr e Samuel Rea
Medalha Franklin
1927
com Max Planck
Sucedido por
Charles Francis Brush e Walther Nernst
Precedido por
Arthur Schuster
Medalha Copley
1932
Sucedido por
Theobald Smith


Ícone de esboço Este artigo sobre um astrônomo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.