George London

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

George London (30 de Maio de 1920 - 24 de Março de 1985) foi um baixo-barítono canadense.

Nome de nascimento, George Burnstein, adotou o nome artístico de George London. Depois de muitos concertos ao lado do tenor Mario Lanza e da soprano Frances Yeend como parte do Bel Canto Trio entre 1947 e 1948, London se tornou menro da Ópera do Estado de Viena, tendo sucesso a partir de 1949. Em 1950 ele cantou como solista na Sinfonia Nº8 de Mahler, com a condução de Leopold Stokowski.

Em 1951 ele fez sua estréia no Festival de Bayreuth no papel de Amfortas em Parsifal, se apresentando novamente nas décadas de 1950 e 1960 com o mesmo papel. Fez sua estréia no Metropolitan Opera em 1951 como Amonasro em Aida, cantou lá 270 vezes com papéis de baixo e baixo-barítono, em óperas como La Nozze di Figaro, Die Zauberflöte, Arabella, Tosca, Don Giovanni, Boris Godunov, Carmen, Parsifal, Tannhäuser, Les Tales d'Hoffmann, Pelléas et Mélisande eFaust.[1]

De 1975 até 1977 foi o diretor geral da Ópera de Washington, atual Ópera Nacional de Washington.

Morreu devido a um ataque do coração em Armonk, Nova Iorque.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Liner notes by Allan Altman, Compact Disc "George London in Concert", VAI Audio, Catalog Number VAIA 1030
  • London, Nora. George London: Of Gods and Demons. Fort Worth: Baskerville, 2005 (ISBN 1-880909-74-X)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.