George Ramsay, 9.º Conde de Dalhousie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Muito Honorável
O Conde de Dalhousie
GCB
Governador da Nova Escócia
Mandato 1816–1820
Antecessor(a) George Stracey Smith
Sucessor(a) Sir James Kempt
Governador-geral da América do Norte Britânica
Mandato 1820–1828
Antecessor(a) Duque de Richmond
Sucessor(a) Sir James Kempt
Comandante-em-chefe da Índia Britânica
Mandato 1830–1832
Antecessor(a) Visconde Combermere
Sucessor(a) Sir Edward Barnes
Vida
Nascimento 23 de outubro de 1770
Escócia Midlothian
Morte 21 de março de 1838 (67 anos)
Escócia Midlothian
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Edimburgo
Esposa Christina Broun
Religião Igreja da Escócia
Títulos nobiliárquicos
Conde de Dalhousie 1787–1838
Serviço militar
Lealdade  Reino Unido
Serviço/ramo  Exército Britânico
Anos de serviço 1788-1838
Graduação General
Unidade 26th (Cameronian) Regiment of Foot
Batalhas/guerras Guerra Peninsular

General George Ramsay, 9.º Conde de Dalhousie GCB (23 de outubro de 1770-21 de março de 1838), denominado Lord Ramsay até 1787, foi um militar escocês e administrador colonial. Ele foi governador da Nova Escócia entre 1816 e 1820, Governador-geral da América do Norte Britânica entre 1820 e 1828 e, posteriormente, comandante em chefe na Índia Britânica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele nasceu em Dalhousie Castle, filho de George Ramsay, 8.º Conde de Dalhousie e sua esposa, Elizabeth Glen. Ele estudou no Royal High School of Edinburgh e na Universidade de Edimburgo.

Após a morte de seu pai, em 1788, ele entrou para o exército britânico, com a patente de corneta do 3.º Regimento de Dragões. Ele se juntou ao 2.º Batalhão do 1.º Regimento de Infantaria (1791), e ganhou o posto de major do 2.º Regimento de Infantaria (1792).

Ele viajou para Martinica e tornou-se tenente-coronel em agosto de 1794. Ele foi gravemente ferido em 1795 e voltou para a Inglaterra. Em 1800 ele foi promovido ao posto de coronel e lutou nas fases posteriores do campanha do Egito com Ralph Abercromby. Em 1803, ele alcançou o posto de general de brigada, e foi nomeado o major-general em abril de 1805.

Durante os estágios mais avançados da Guerra Peninsular, ele comandou a 7.º Divisão sob o Duque de Wellington. Wellington foi às vezes crítico do seu desempenho, bem como durante a retirada de Burgos, devido à sua chegada tardia à Batalha de Vitória, e pela sua desinformação sobre as intenções dos franceses pouco antes da Batalha de Roncesvalles[1] .

Ele foi nomeado tenente-general e coronel do 13.º Regimento de Infantaria em 1813.

Em 1815, ele foi criado 'Barão Dalhousie' que lhe permitiu tomar assento na Câmara dos Lordes.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou-se em 14 de maio de 1805 com Christina Broun, filha de Charles e Christiana Broun McDowall. Eles tiveram três filhos:

Referências

  1. Chandler, David. Dicionário das Guerras Napoleônicas. Nova Iorque:. Macmillan, 1979 ISBN 0-02-523670-9 p.113

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Glover, Michael. The Peninsular War 1807-1814. Penguin, 1974.
  • Oman, Charles. Wellington's Army, 1809-1814. Greenhill, (1913) 1993.
  • Biography at the Dictionary of Canadian Biography Online
  • The Royal Military Calendar, Or Army Service and Commission Book, ed. John Philippart. p. 248-249, Vol I of V, 3rd edition, London, 1820.


Precedido por
George Stracey Smith
Governador da Nova Escócia
18161820
Sucedido por
Sir James Kempt
Precedido por
Duque de Richmond
Governador-geral da América do Norte Britânica
18201828
Sucedido por
Sir James Kempt
Precedido por
Visconde Combermere
Comandante-em-chefe da Índia Britânica
18301832
Sucedido por
Sir Edward Barnes
Precedido por
George Ramsay
Conde de Dalhousie
17871838
Sucedido por
James Broun-Ramsay